icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/11/2014
14:43

Mesmo não tendo entrado na zona de rebaixamento, a derrota de 3 a 0 para o Flamengo abalou o time da Chapecoense. Segundo o presidente do clube, Sandro Pallaoro, os jogadores alviverdes sentiram muito o resultado, mas o dirigente já projeta uma guerra no próximo domingo, quando a Chape enfrenta o Figueirense.

- É um sinal de alerta, mas não pode entrar em desespero. O time está fora da zona do rebaixamento. Agora vamos ter uma guerra no domingo, contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli. Mas tem que se concentrar muito. Temos condições de vencer, mas temos que entrar e marcar. Quando a nossa equipe não marca, acaba acontecendo isso (a derrota).

O mandatário revelou que, após o jogo, o clima estava pesado no vestiário da Chapecoense, mas Pallaoro acredita que a derrota servirá de combustível para a equipe deixar de cometer erros nesta reta final de Brasileiro.

- Todos os jogadores estavam abatidos. Ninguém gosta de perder o jogo. É bom o jogador sentir a derrota. Todo o grupo estava abatido. O Jorginho conversou com eles no vestiário. Temos que nos dedicar aos treinamentos agora e focar nos próximos jogos.

Com o resultado de domingo, a Chapecoense estacionou nos 36 pontos somados, ocupando a 15ª posição. O clássico catarinense com o Figueira sera disputado no domingo, às 17h da atrde, no Orlando Scarpelli, em duelo válido pela 33ª rodada.