icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
21/12/2013
17:20

O futuro da parceria da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) com o clube Hypo, da Áustria, é incerto. A fala é do presidente da entidade, Manoel Luiz Oliveira, que chegou a Belgrado na última sexta-feira para acompanhar a Seleção feminina, classificada à decisão do Mundial de Handebol, que ocorre neste domingo, às 14h15 (de Brasília).

Manoel afirmou que o vínculo com os austríacos está sendo reavaliado. O contrato vai até junho de 2014, e a renovação será discutida. Atualmente, oito atletas brasileiras jogam no Hypo, sendo que seis delas estão no elenco da Seleção nacional na Sérvia. O presidente não descarta, inclusive, a mudança de parceiro na Europa.

- Essa parceria vem sendo avaliada frequentemente. Nós já estivemos com o Morten, que residiu lá, mas temos de aperfeiçoar algumas coisas. Mas gostaria de dizer que muitos países no mundo querem ter o Brasil como parceiro - disse Manoel Luiz Oliveira.

- A situação com o Hypo tem dado muito certo, porém a gente está reavaliando a parceria e, até junho do próximo ano, temos de tomar uma decisão. Pode ser que levemos as meninas para outro país, para outro clube - completou.

O principal ponto que não agrada a direção da CBHb e o técnico Morten Soubak é o investimento do Hypo. Como basicamente a força do elenco vem das oito atletas brasileiras, a equipe não consegue se destacar e ir longe nos torneios europeus.

Campeão de uma liga não tão forte - a austríaca -, o Hypo caiu na fase de grupo da Champions League de handebol, o torneio interclubes mais expressivo da Europa. O mandatário da CBHb cobrou um pouco mais de investimento para a contratação de atletas também por parte do parceiro.

- É muito importante para o nosso país que a nossa equipe participe de competições fortes. Nosso time é tão forte que estará decidindo o título mundial neste domingo. O mesmo não ocorre com o Hypo. Não temos, no Hypo, só a Seleção Brasileira. Temos outras atletas que integram e estamos vendo se o real investimento está sendo feito para que as nossas atletas possam estar definitivamente competindo com as melhores nas melhores competições - concluiu Manoel.

Atualmente, oito jogadoras brasileiras compõem o elenco do Hypo: Bárbara Arenhardt, Fernanda, Alexandra Nascimento, Dara, Deonise e Ana Paula estão disputando o Mundial. O time ainda conta com Francielle e Carol Minto. A equipe é dirigida pelo treinador da Seleção, Morten Soubak.