icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Pedro Barboza
11/03/2014
15:10

O presidente do Botafogo, Mauricio Assumpção, único presidente dos quatro grandes que não rompeu com Rubens Lopes e que compareceu à eleição da Ferj nesta terça-feira, negou que a posição de ficar fora da união de Flamengo, Fluminense e Vasco contra o mandatário tenha sido tomada por conta da influência do patrocinador. A Guaraviton patrocina o Botafogo e o Carioca-2014.

- Não recebi contatos. Todos os presidentes têm meu telefone pessoal. Não há desculpa nenhuma para eu não ter sido convidado para participar da reunião. Mas não aceitaria. Por que? Quando se vai para uma batalha, tem que escolher muito bem os aliados, porque, quando tiver numa trincheira, não levar um tiro pelas costas. Botafogo já tem patrocínio há mais de quatro anos. Aliás, tem muito time correndo atrás do meu patrocínio e não conseguiram – disparou Mauricio, que ainda acrescentou:

- Eles sabiam que eu não ia assinar. Eu tenho mostrado a posição do Botafogo dentro da Federação. Já falei sobre ingresso, borderô e acho que o local para discutir isso é aqui dentro.

O presidente do Botafogo foi quem pediu a palavra na assembleia para indicar a eleição por aclamação de Rubens Lopes. Após o rápido discurso, foi aplaudido.