icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Carlos Alberto Vieira, Leo Burlá e Marcelo Damato
07/12/2013
11:11

O presidente da Associação Croata de Futebol, Davor Suker, disse que sua seleção caiu num grupo "letal", especialmente por ter de enfrentar o Brasil na partida de estreia, no dia 12 de junho, na Arena Corinthians, pelo grupo A da Copa do Mundo.

- É um dos maiores desafios que poderíamos ter de enfrentar. As demais seleções do grupo também merecem nosso respeito - disse Suker, que preside a entidade há dois anos.

Suker, que foi o artilheiro da Copa de 1998, na França, na primeira participação da Croácia em Copas do Mundo, ressaltou porém que considera que a Croácia tem chance de sair vitoriosa.

- Se o Brasil não estiver muito ligado no jogo, nós temos condições de vencer - disse Suker.

O cartola disse que há uma geração de bons jogadores neste momento em seu país, mas não quis citar nomes. Falando sempre de muito bom humor e em espanhol, aprendido na época em que jogou pelo Real Madrid, Suker encontrou-se com o treinador Carlos Bilardo, campeão mundial com a Argentina em 1986 e técnico de Suker no Real Madrid, nesta sexta após o Sorteio Final.