icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/07/2014
18:55

A Eleição do Vasco foi adiada para o dia 11 de novembro. O pleito seria disputado neste dia 6 de agosto, mas a data foi transferida pelo presidente da Assembleia Geral, Olavo Monteiro de Carvalho. A nota oficial foi divulgada no início da noite no site do clube.

Alvo de muitas polêmicas, a eleição tem se tornado uma verdadeira guerra nos bastidores de São Januário. Nas argumentações do ofício publicado, Olavo explica que, segundo o estatuto do clube, impugnações e alterações na lista de sócios elegíveis determinam um prazo mínimo de 60 dias até a realização do pleito.

Um dos candidatos à presidência, Nelson Rocha entrou com pedido de impugnação da lista de sócios elegíveis e de sócios eleitores na semana passada. Desta forma, a manutenção de eleição no dia 6 de agosto descumpriria o estatuto do clube e poderia ser, naturalmente, alvo de intervenções judiciais.

LEIA MAIS
> Sócio ligado à chapa Sempre Vasco também pediu adiamento da eleição

Olavo cita ainda o pedido da 17ª Delegacia de Polícia para adiamento do pleito, uma vez que a investigação do "mensalão vascaíno" está em curso. No caso, Roberto Monteiro e, principalmente, Eurico Miranda, estariam financiando sócios desde os primeiros meses do ano passado em troca de voto na eleição.

São candidatos, além de Roberto Monteiro e Eurico Miranda, Tadeu Correia, Nelson Rocha e Júlio Brant.

Confira a nota na íntegra: