icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
19/03/2014
15:39

A boa fase Jefferson no Botafogo tem aumentado cada vez mais os pedidos para que o capitão alvinegro seja o goleiro titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo. No entanto, quem pensa que este é o principal objetivo do jogador, se engana. Pelo menos é o que afirma o preparador de goleiros Flavio Tenius.

Trabalhando juntos pela segunda vez - a primeira foi no Cruzeiro, quando o goleiro iniciava a carreira -, Flavio não quis entrar na "campanha" por Jefferson titular da Seleção. Na opinião dele, estar entre os três escolhidos de Felipão já demonstra a qualidade do jogador.

- Todos estão ligados nisto (Jefferson ser titular da Seleção). Vamos esperar. Uma coisa de cada vez. No Brasil, onde temos grande profissionais, você ser escolhido entre três de sua posição para representar o país em uma Copa já é algo muito grandioso. Ele tem trabalho para merecer, mas não adianta forçar nada. Entendo os pedidos dos torcedores, mas esta não é a preocupação dele (Jefferson) - disse Flavio ao LANCE!Net, destacando a necessidade de se respeitar o titular da Seleção atualmente:

- Não podemos desprezar o Julio Cesar. Ele tem uma história, disputou Copa do Mundo, tem experiência, fez uma carreira bonita... Tudo isso conta na escolha de um treinador. Não podemos desprezar isso.

Com passagens pela Seleção sub-20, Jefferson foi convocado pela primeira fez para a equipe principal em 2010, quando o técnico era Mano Menezes. Na opinião de Flavio Tenius, este fato contribuiu muito para o crescimento do goleiro profissionalmente.

- A primeira convocação contribuiu muito para o Jefferson. Alguns jogadores quando são convocados acabam caindo de produção, pensam que já atingiram um objetivo e que está bom. Com ele foi diferente, pois entendeu que é pelo clube que as convocações vêm - disse.

Pedindo passagem na seleção, Jefferson brilha no Maracanã