icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/12/2013
12:00

Antes de embarcar para o Marrocos, Fernandinho lembrou do esforço da diretoria do Atlético-MG para que ele pudesse ser inscrito para o Mundial de Clubes que começa nesta quarta-feira, entre Raja Casablanca x Auckland City.

- Procurei ficar o menos ansioso possível, mas um caso como esse é complicado, difícil. Mas hoje estou feliz, posso viajar com o grupo e agradeço a toda diretoria. Vou tentar retribuir dando o meu melhor em campo - afirmou o jogador.

Fernandinho foi contratado pelo Atlético-MG, oficialmente, em agosto, mas seu registro aconteceu no tempo ábil para que ele pudesse ser aceito pela Fifa como membro do plantel alvinegro antes de a janela internacional para o Brasil fechar, no dia 19 de julho. A data é apenas uma referência para que os times não contratem jogadores somente para a disputa do Mundial.

Foi uma verdadeira saga para que Fernandinho tivesse condições de inscrição. A lista final foi enviada no dia 29 de novembro e dias depois a Fifa aprovou a solicitação que partiu do Departamento Jurídico do Galo.

Uma reportagem da ESPN Brasil trouxe um fato novo e até alarmante, dizendo que houve influência de Jerome Walcke, secretário-geral da entidade, na aceitação de Fernandinho, uma vez que Walcke é amigo próximo de Assis, irmão de Ronaldinho Gaúcho.