icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
15/06/2014
20:42

O São Paulo pode finalmente ter encontrado o reforço para a defesa visando ao segundo semestre. Este domingo era o último dia para a Roma (ITA) anunciar a decisão sobre a permanência de Rafael Toloi, mas ainda não conversou com os dirigentes tricolores. Dessa maneira, o beque pode até aparecer em Orlando (EUA) durante a semana para completar os treinos de Muricy Ramalho.

Segundo o gerente-executivo Gustavo Oliveira, único membro da diretoria a viajar para os Estados Unidos, as negociações com os romanistas voltaram à estaca zero. Se os italianos resolverem manter Toloi no elenco, terão de iniciar novas tratativas com o Tricolor, que subirá a pedida pelo defensor revelado no Goiás.

A primeira proposta enviada à Roma faria com que Toloi ficasse em definitivo no clube por 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 18 milhões), dos quais 500 mil (cerca de R$ 1,5 milhões) já haviam sido pagos no início do empréstimo em janeiro. O São Paulo ficaria com 30% do valor, enquanto Goiás e investidores levariam o restante.

A situação de Rafael Toloi era peça restante para o Tricolor deixar o elenco ajustado para a segunda parte do Campeonato Brasileiro. Com a volta praticamente certa do beque, a procura por um jogador da posição será amenizada, frustrando os sonhos da torcida pelo retorno do uruguaio Diego Lugano. A expectativa é que um acordo de cavalheiros faça Toloi se apresentar para os treinos em Orlando antes mesmo do dia 30 de junho, quando o empréstimo com a Roma se encerra.