icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/11/2014
16:32

O Santos chegou a negociar para vender o mando de campo do jogo contra o Botafogo, dia 30, pela 37ª rodada do Brasileirão, mas não obteve sucesso. A ideia era realizar a partida na cidade de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, no estádio Martins Pereira, onde o time treinou durante a parada para a Copa do Mundo.

Os motivos que impediram o Peixe de lucrar com a mudança de local foram a estrutura do estádio, que segundo o Santos não tem um laudo que permita a realização de jogos da primeira divisão, e também o prazo. De acordo com o Estatuto do Torcedor, não é possível mudar o palco da partida menos de dez dias antes da data do duelo. Portanto, o confronto será mesmo na Vila Belmiro.

Neste campeonato, o Alvinegro vendeu o mando de campo duas vezes, ambos para jogar na Arena Pantanal, em Cuiabá, no Mato Grosso. A primeira foi contra o Atlético-MG, em que perdeu por 2 a 1 no dia 18 de maio, e a segunda será neste domingo, contra o São Paulo, às 17 horas.

O clube da Vila Belmiro busca outras formas de melhorar seu fluxo de caixa neste fim do ano. Atualmente, os jogadores estão sem receber os vencimentos do mês e já ficaram até dois meses sem receber. Os funcionários fora do departamento de futebol também tiveram problemas financeiros, mas essa questão já foi resolvida.