icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2014
15:52

A derrota para o Atlético-MG, no sábado, não alterou os cálculos do goleiro Fernando Prass: segundo ele, o Palmeiras precisa atingir a marca dos 45 pontos para escapar do rebaixamento. Seriam precisos mais seis pontos, que podem ser conquistados nos duelos com Sport e Atlético-PR, ambos no "caldeirão" Allianz Parque. Mas o camisa 25 quer se livrar do sufoco antes da última rodada, quando haverá o confronto com o Furacão.

- Na matemática, precisamos de 45 pontos. Temos dois jogos em casa, que nos dariam esses 45 pontos em caso de vitória. Mas não queremos deixar para a última rodada - disse Prass, questionado nesta terça-feira sobre o risco de o time sentir a pressão na estreia em casa, quarta-feira da semana que vem.

- Quem tem que sentir a pressão, o barulho da torcida, é o time do Sport. Eles vão pegar a gente em um caldeirão, lotado. Para o Palmeiras, é uma sensação contrária à pressão, de confiança - analisou.

Para se livrar rapidamente dos riscos, é fundamental pontuar nos jogos como visitante, como clássico com o São Paulo, domingo, no Morumbi - Internacional e Coritiba também receberão o Verdão no torneio.

- Temos o jogo contra o São Paulo, que antecede a inauguração da arena. Um bom resultado seria espetacular em termos motivacionais e de tabela. A gente não quer usar o segundo jogo em casa para garantir a permanência - completou Prass.