icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/03/2014
10:00

Fernando Prass, goleiro do Palmeiras, falou após derrota do Verdão em pleno Pacaembu para o Ituano. O capitão do time citou o pouco tempo de descanso entre os jogos como um dos fatores da derrota palmeirense e sabe que a pressão será ainda maior nas outras competições:

- A gente sempre falou que esse regulamento era complciado e que a gente não poderia dar mole. O tempo para se recuperar é muito pequeno. A gente teve um deslize e não teve tempo. A gente sabe como é o futebol, agora vão vir as cobranças, mas não dá para apagar tudo que a gente fez. Também não podemos ser inocentes, isso vai ser cobrado e a gente precisa dar resposta o mais rápido possível - disse Prass.

O goleiro saiu no intervalo do jogo, quando o placar ainda era de 0 a 0, sentindo uma lesão no tornozelo. Ele lamentou a eliminação mas projeta um Campeonato Brasileiro diferente:

- É difícil, mas é um campeonato mais justo. São 38 rodadas e normalmente ganham os melhores e caem os piores. É diferente de um jogo eliminatório, sem tirar os méritos do Ituano. A gente estava quase um ano invicto aqui no Pacaembu. A gente precisa parar e ver o que precisa ser mudado. Alguns detalhes a gente precisa rever para ficar mais forte - concluiu.

O Palmeiras volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, às 22h, quando encara o Vilhena pela Copa do Brasil. A partida será realizada no Pacaembu.

Ex-corintiano marca e Ituano elimina o Palmeiras no Paulistão