icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2013
16:47

Cada vez mais, o Monaco transforma-se em uma espécie de "Mini-Porto". Dentre os reforços contratados até agora, quatro tiveram passagens marcantes pelo Tripeiro (outro apelido do Dragão), e ainda mais dois podem chegar nos próximos dias. Na terça-feira, o clube fez uma proposta por Fernando, ainda jogando lá, e na quarta, os Monegascos teriam se acertado com Hulk.

Na verdade, as coincidências vão ainda além. Por exemplo, dentre os seis, cinco estiveram na mesma época no Porto. João Moutinho, James Rodríguez, Falcao García (estes três já contratados), Fernando e Hulk fizeram parte da equipe de 2010/11, considerada uma das melhores de todos os tempos do Porto.

Neste ano, o Porto levou a Tríplice Coroa. Ganhou a Liga Europa, o Campeonato Português e a Taça de Portugal. No time comandado por André Villas-Boas, apenas James Rodríguez não era titular absoluto, tinha apenas 19 anos, e brigava com Varela e Guarín pela vaga de ponta-direita (deslocou-se para a esquerda após a saída de Hulk).

  
Fernando pode sair por mais
de R$ 50 milhões (Foto: Martin Buerau/AFP)

Ainda assim, fez 30 partidas. Hulk, com 50 jogos, foi quem mais entrou em campo pelo Dragão naquele ano, com 35 gols. Falcao atuou 42 vezes e foi o artilheiro com 39. Moutinho e Fernando jogaram 48 e 38 vezes, respectivamente.

Mais para trás, a torcida do Monaco tem (más) lembranças de Ricardo Carvalho. O zagueiro português, que chegou de graça após sair do Real Madrid, estava no jogo mais importante de todos os tempos dos Monegascos: a final da Liga dos Campeões de 2004. Porém, exatamente pelo Porto. Naquele jogo, ao lado de Deco, Carlos Alberto, Maniche, Costinha e Vítor Baía, o Dragão não levou gols e saiu com o título após a vitória por 3 a 0.

Outra coincidência fica por conta de um fator fora de campo. Os quatro jogadores ex-Porto que já estão lá têm o mesmo empresário, o português Jorge Mendes, que também trabalha com outros astros como Cristiano Ronaldo, José Mourinho, Di María e Nani.

Hulk pode deixar Zenit e acertar com Monaco

Cada vez mais, o Monaco transforma-se em uma espécie de "Mini-Porto". Dentre os reforços contratados até agora, quatro tiveram passagens marcantes pelo Tripeiro (outro apelido do Dragão), e ainda mais dois podem chegar nos próximos dias. Na terça-feira, o clube fez uma proposta por Fernando, ainda jogando lá, e na quarta, os Monegascos teriam se acertado com Hulk.

Na verdade, as coincidências vão ainda além. Por exemplo, dentre os seis, cinco estiveram na mesma época no Porto. João Moutinho, James Rodríguez, Falcao García (estes três já contratados), Fernando e Hulk fizeram parte da equipe de 2010/11, considerada uma das melhores de todos os tempos do Porto.

Neste ano, o Porto levou a Tríplice Coroa. Ganhou a Liga Europa, o Campeonato Português e a Taça de Portugal. No time comandado por André Villas-Boas, apenas James Rodríguez não era titular absoluto, tinha apenas 19 anos, e brigava com Varela e Guarín pela vaga de ponta-direita (deslocou-se para a esquerda após a saída de Hulk).

  
Fernando pode sair por mais
de R$ 50 milhões (Foto: Martin Buerau/AFP)

Ainda assim, fez 30 partidas. Hulk, com 50 jogos, foi quem mais entrou em campo pelo Dragão naquele ano, com 35 gols. Falcao atuou 42 vezes e foi o artilheiro com 39. Moutinho e Fernando jogaram 48 e 38 vezes, respectivamente.

Mais para trás, a torcida do Monaco tem (más) lembranças de Ricardo Carvalho. O zagueiro português, que chegou de graça após sair do Real Madrid, estava no jogo mais importante de todos os tempos dos Monegascos: a final da Liga dos Campeões de 2004. Porém, exatamente pelo Porto. Naquele jogo, ao lado de Deco, Carlos Alberto, Maniche, Costinha e Vítor Baía, o Dragão não levou gols e saiu com o título após a vitória por 3 a 0.

Outra coincidência fica por conta de um fator fora de campo. Os quatro jogadores ex-Porto que já estão lá têm o mesmo empresário, o português Jorge Mendes, que também trabalha com outros astros como Cristiano Ronaldo, José Mourinho, Di María e Nani.

Hulk pode deixar Zenit e acertar com Monaco