icons.title signature.placeholder Guilherme Borini
24/06/2014
15:43

Em situação complicada para conseguir a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo, a seleção de Portugal depende de um vencedor no jogo entre Estados Unidos e Alemanha para ainda sonhar com uma vaga. Caso americanos e alemães empatem na última rodada do grupo G, Portugal já estará eliminado, nem mesmo com uma vitória sobre Gana. Os lusos somam apenas um ponto, junto com os africanos, contra quatro de EUA e Alemanha.

O que preocupa os portugueses é a relação entre os treinadores dos dois rivais pela classificação. O alemão Klinsmann, hoje técnico dos EUA, foi treinador da seleção de seu país entre 2004 e 2006, e seu sucessor no cargo é Joachim Löw, então auxiliar.

Apesar do cenário, o vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Humberto Coelho, aposta no "Fair Play" entre as equipes para haver uma disputa honesta.

- Não acredito (em empate forçado). Uma das maiores bandeiras da Fifa é o "Fair Play". Penso que isso não vai acontecer e não quero nem pensar que possa acontecer. Acho que eles vão jogar para ganhar e não vai haver "arranjinho". Já vi muitas coisas no futebol, mas sinceramente não acredito - disse o dirigente de Portugal. 

Se não bastasse a diferença de pontos, Portugal ainda terá de tirar uma enorma diferença no saldo de gols. A goleada sofrida na primeira rodada deixou os portugueses com quatro gols negativos de saldo, contra quatro positivos dos alemães. Já os Estados Unidos têm apenas um de saldo e são o maior alvo dos lusos.

Após o treino desta terça-feira, em Campinas, a delegação portuguesa viaja às 19h para Brasília, local do jogo contra Gana.