icons.title signature.placeholder Marcelo Resende
27/11/2013
11:28

A Ponte Preta está praticamente rebaixada no Brasileirão, mas em contrapartida, reúne chances reais de chegar à Libertadores-2014, caso triunfe sobre o São Paulo logo mais e seja catapultada à finalíssima da Copa Sul-Americana.

O bom momento vivido no torneio da Conmebol foi suficiente para atrair a atenção de investidores. Segundo o LANCE!Net apurou, o clube de Campinas foi procurado pela Adidas, fornecedora de material esportivo. Ao L!Net, Nelson Lopes, gerente de marketing da Ponte Preta, disse que a consulta da empresa alemã foi apenas uma conversa normal de mercado, sem abrir qualquer negociação. O executivo revelou também que manteve os mesmos contatos com a Umbro e com a Penalty. Lopes lembrou que o clube tem contrato com a Pulse até meados de 2015, e que não há porquê rescindir o acordo com a fornecedora brasileira.

A Pulse reiterou a disposição de seguir com a parceria com o clube de Campinas, ressaltando que o contrato em vigor com a agremiação tem uma cláusula que estabelece multa em caso de rescisão unilateral.

- Assinamos um contrato de três anos com a Ponte Preta e estamos muito satisfeitos com essa parceria, que vai até meados de 2015. Porém, podemos dizer que o contrato em si é um mero detalhe, pois nossa relação se baseia pela confiança, respeito e extremo profissionalismo. Nosso processo de logística na entrega dos materiais esportivos é fantástico, e os últimos uniformes lançados foram um sucesso, principalmente na aceitação do torcedor. Diante de tudo isso, pretendemos aumentar nosso leque de opções de artigos esportivos e estreitar ainda mais as relações - afirmou a gerente de marketing da Pulse, Tininha de Moraes.

A Hitachi será patrocinadora máster da Ponte até o fim deste Campeonato Brasileiro. Segundo Nelson Lopes, a intenção é manter a marca japonesa, que tem prioridade nas negociações. Lopes diz que espera uma resposta da empresa até o fim deste mês sobre a renovação. Caso não haja interesse até a data, a Macaca irá ao mercado em busca de novos parceiros.

O clube de Campinas ainda tem outros parceiros como a PBF (escola de idiomas) e Monroe (fabricante de amortecedores de carros).