icons.title signature.placeholder Guilherme Borini
25/11/2013
12:08

O técnico da Ponte Preta, Jorginho, jogou a toalha no Campeonato Brasileiro. Com 36 pontos e na penúltima colocação, a Macaca está a seis do Fluminense, primeiro time fora da zona de rebaixamento. São apenas mais dois jogos em disputa e o time campineiro poderia chegar apenas à pontuação atual do adversário. Mas o saldo de gols da equipe atualmente é de -16, enquanto do Tricolor Carioca é - 5. Ou seja, seria preciso duas goleadas e tropeços dos concorrentes diretos - além do Flu, Vasco e Coritiba estão na briga.

Abatido com a iminente queda da Ponte, Jorginho lamentou o fato e fez questão de agradecer à torcida, que seguiu apoiando a equipe. O foco principal do clube era se manter na elite, de olho na cota de TV do ano que vem, que poderia chegar até a R$ 30 milhões. Na Série B, o valor pode cair para R$ 3,5 milhões.

- Ficamos muito tristes por não conseguirmos atingir nosso objetivo. Eu queria muito dar esse presente no final do ano para o torcedor, a permanência na primeira divisão, para que fizéssemos um planejamento no ano que vem com dinheiro. Quero agradecer de todo o coração o apoio do torcedor. Tenha certeza que aqui estão todos muito machucados. Acredito que precisamos lamentar e sentir essa tristeza na pele - disse o treinador, após o empate do último domingo por 1 a 1, com o Grêmio, no Moisés Lucarelli.

Se por um lado a equipe vive o pesadelo no Brasileirão, por outro a situação na Copa Sul-Americana é das melhores. Logo na sua estreia em torneios internacionais, a Macaca já está na semifinal, com grandes chances de avançar para a decisão. A equipe venceu o São Paulo por 3 a 1, no Morumbi, e joga por um empate ou até uma derrota por 2 a 0 para avançar. Por isso, o clube já admite que a prioridade agora é seguir em busca do título inédito.

- Estamos vivendo dois extremos, de tristeza por um lado e uma grande alegria do outro. Já temos que pensar no São Paulo para poder continuar o que começamos a fazer lá no Morumbi. Eles têm um time qualificado e acostumado a esse tipo de torneio e não podemos relaxar para poder trazer uma alegria ao nosso torcedor e, quem sabe, conquistar um título tão sonhado em 113 anos. Passando na quarta-feira, vamos pensar 100% na Sul Americana e deixar os jogadores descasarem para a final - concluiu.

A Macaca se representa nesta segunda-feira de olho no São Paulo, adversário da próxima quarta-feira, às 21h50, no Romildo Ferreira, em Mogi Mirim. A dúvida do técnico Jorginho fica por conta do goleiro Roberto, que lesionou a coxa no primeiro jogo e depende de resultados de exame e de última avaliação médica para saber se joga. Caso não tenha condições, Edson Bastos será o escolhido.