icons.title signature.placeholder Kaíque Ferreira
13/11/2013
10:09

A Ponte Preta ainda luta para mandar o segundo jogo da semifinal da Copa Sul-Americana, diante do São Paulo, no estádio Moisés Lucarelli. Na terça-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) confirmou que a capacidade do Majestoso é de 18.676 pessoas. O número está abaixo do mínimo exigido pelo regulamento da Conmebol para esta fase: 20 mil.

O presidente da Macaca, Marcio Della Volpe, afirmou que o clube recebeu, por volta das 16h30 de terça-feira, o ofício que foi emitido pelo clube do Morumbi à Conmebol. O mandatário, então, prepara a réplica e planeja enviá-la até quinta-feira. Para ele, não compensa para nenhum dos clubes que o jogo não seja realizado no Moisés Lucarelli e disse que até pensa em abrir uma conversa com o Tricolor.

- Acreditamos na possibilidade de construção de um diálogo com o São Paulo para ver isso. Eu continuo achando que não é legal mudar. Se for outro estádio, será em Mogi Mirim, a 50 km de Campinas, em um estádio em condições muito piores para o jogo. Não compensa para o São Paulo. Não compensa para a Ponte Preta - declarou o presidente, ao LANCE!Net.

O estádio em questão é o Romildo Ferreira, que tem capacidade para cerca de 30 mil torcedores. Entre as questões que serão relatadas na resposta à Conmebol estão o laudo do Corpo de Bombeiros e os argumentos de membros da Conmebol que estiveram presentes no estádio para o jogo da oitavas de final, diante do Deportivo Pasto (COL) e, o das quartas, contra o Vélez Sarsfield (ARG).

Enfático, Della Volpe tem esperança de que vá conseguir o mando de campo a favor da Ponte Preta e descarta qualquer possibilidade de fazer o segundo jogo no estádio do Morumbi, com renda destinada somente à Macaca.

- Esquece, sem possibildade. Não existe, sem possibilidade nenhuma - completou.

A briga pelo local da decisão é mais um episódio que tem alimentado a rivalidade entre São Paulo e Ponte Preta. No Brasileiro desta temporada, os torcedores do São Paulo foram impedidos de entrar no Majestoso, em decorrência de obras em um setor próximo. Na ocasião, a PM vetou. O fato enfureceu os tricolores. Já em 2012, pela Copa do Brasil, houve um adiamento em razão de chuva.

Na temporada, Ponte Preta e São Paulo se enfrentaram em três oportunidades. No Paulistão, empate sem gols no estádio do Morumbi. Já no Brasileiro, duas vitórias tricolores. No primeiro turno, atuando no Moisés Lucarelli, o clube do Morumbi venceu por 2 a 0, gols de Jadson e Lúcio. No segundo turno, Luis Fabiano foi às redes para garantir a vitória por 1 a 0.