icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/03/2014
14:21

A Polícia Nacional do Paraguai prendeu, nessa quarta-feira, por volta de 20h, quatro torcedores do Atlético-MG que foram à Ciudad del Este para acompanhar a partida diante do Nacional (PAR), pela Copa Libertadores. Flagrados com porte de drogas por uma blitz realizada no local, o quarteto encontra-se em uma cadeia do município localizado na fronteira com o Brasil.

O grupo, formado por Rafael Santos Da Paixao, Welwerton Batista César, Brunno César Almeida de Moraes e Yuri Ramón Pereira de Oliveira, foi encontrado dentro de um ônibus, original de Belo Horizonte e de placa GVH-6785. Eles tinham 94,5 gramas de maconha.

Ligado à Torcida Organizada Galoucura, o quarteto será defendido por um advogado contratado pela diretoria da facção. Outro bacharel em direito, oriundo do Paraguai, ofereceu ajuda aos apaixonados pelo Alvinegro, mas o apoio foi recusado.

O porte de drogas, em quaisquer quantidades, é considerado crime no país sul-americano. Os torcedores podem cumprir pena de um a três anos caso não sejam enviados ao Brasil pelo governo paraguaio.

A diretoria do Atlético-MG não comenta a situação e nega que irá ajudar financeiramente os torcedores que foram presos.