icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/06/2014
21:58

A Polícia Federal deu um prazo de 72 horas para que os 85 chilenos que invadiram o Maracanã, na tarde desta quarta-feira, deixem o país. Caso os estrangeiros descumpram a notificação podem ser deportados sumariamente. A medida é respaldada pelo Estatuto do Estrangeiro e visa sanar os problemas causados pelos visitantes. O episódio aconteceu antes da vitória do Chile por 2 a 0 sobre a Espanha.

A confusão começou por volta das 15h quando um grupo de aproximadamente 100 pessoas invadiu o estádio. Os torcedores tentaram passar pelo centro de imprensa para chegar às arquibancadas. Seguranças particulares e policiais agiram para impedir o tumulto. Representantes do Itamaraty e da diplomacia chilena estão envolvidos na resolução do problema.

A Fifa afirmou que ninguém conseguiu assistir ao jogo sem ingresso, mas, segundo os bombeiros, cinco pessoas ficaram feridas e foram atendidas no estádio.