icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
21/08/2015
14:36

O delegado Rodrigo Duarte detalhou nesta sexta-feira como as investigações sobre o tiro disparado contra o carro no qual estavam os atletas Maílson e Jô, do Juventude. Em entrevista ao diário "Pioneiro", o titular da Delegacia de Homicídios apontou que a altura da bala indica uma tentativa de homicídio:

- Pela altura da marca da bala no carro (no vidro do lado do motorista), o tiro foi para matar e poderia ter atingido a região do tórax. Não atingiu porque o jogador devia estar com o banco para trás.

O próximo passo da Polícia Civil será investigar se prédios e estabelecimentos comerciais na Rua Jacob Luchesi, no bairro Santa Catarina, em Caxias do Sul, têm câmeras que registraram o momento do disparo do tiro contra o carro. Segundo ocorrência policia, o episódio aconteceu em torno das 22h da noite de quinta-feira.

O tiro teria sido disparado por ocupantes de um Fiat Uno Prata e, após alcançarem o veículo, a pessoa que estava no banco do carona disparou contra Maílson. A dupla havia saído de um restaurante da Rua Júlio de Castilhos, e se dirigia a um treino, e viu "três pessoas suspeitas" na porta do restaurante onde jantaram.


O delegado Rodrigo Duarte detalhou nesta sexta-feira como as investigações sobre o tiro disparado contra o carro no qual estavam os atletas Maílson e Jô, do Juventude. Em entrevista ao diário "Pioneiro", o titular da Delegacia de Homicídios apontou que a altura da bala indica uma tentativa de homicídio:

- Pela altura da marca da bala no carro (no vidro do lado do motorista), o tiro foi para matar e poderia ter atingido a região do tórax. Não atingiu porque o jogador devia estar com o banco para trás.

O próximo passo da Polícia Civil será investigar se prédios e estabelecimentos comerciais na Rua Jacob Luchesi, no bairro Santa Catarina, em Caxias do Sul, têm câmeras que registraram o momento do disparo do tiro contra o carro. Segundo ocorrência policia, o episódio aconteceu em torno das 22h da noite de quinta-feira.

O tiro teria sido disparado por ocupantes de um Fiat Uno Prata e, após alcançarem o veículo, a pessoa que estava no banco do carona disparou contra Maílson. A dupla havia saído de um restaurante da Rua Júlio de Castilhos, e se dirigia a um treino, e viu "três pessoas suspeitas" na porta do restaurante onde jantaram.