icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
11:07

Poliana Okimoto já está com o foco em uma medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. É pensando neste objetivo que a nadadora brasileira fechou um acordo com o professor Luciano D’Elia para realizar treinamento funcional. A nova filosofia de treinos vai ajudar Okimoto, que está com 30 anos, em alguns pontos específicos.

- Nós resolvemos fazer uma consultoria com o Luciano D’Elia porque ele é especialista dessa área no Brasil. As técnicas serão voltadas totalmente para o nado crawl e deixarão meu corpo moldado e preparado para as provas longas - explicou Poliana.

Há ainda outra explicação para a adoção desta espécie de treinamento. Segundo o treinador de Poliana, Ricardo Cintra, eles começarama a adotar a medida no início do ano e os grande resultados na temporada mostram que é uma medida positiva.

- Nós já havíamos começado a desenvolver um trabalho funcional no início deste ano e deu muito certo. Por isso, resolvemos apostar nessa preparação e buscar um profissional em treinamento funcional para levar esse estilo para a minha área específica e desenvolver novas qualidades - acrescentou Poliana.

Este ano, no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, em Barcelona (ESP), Poliana Okimoto brilhou e obteve três medalhas para o Brasil. Ela conseguiu o ouro na maratona aquática de 10km, prata nos 5km e bronze na prova por equipes.

E não parou por aí. Poliana ainda venceu duas etapas da Copa do Mundo de maratona aquática este ano. De quebra, a brasileira ainda quebrou o recorde sul-americano dos 1.500m na piscina, durante o Troféu José Finkel, na piscina do Corinthians.