icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/03/2014
19:42

O presidente do Penapolense, Nilson Moreira, declarou à Rádio ESPN que chegou a torcer para que seu time perdesse para o Santos, neste domingo, na Vila Belmiro, por ter medo de não conseguir sair do estádio. 

- Chegou um momento que eu torci para perder o jogo. Porque nossos torcedores poderiam sair mortos aqui da Vila Belmiro - afirmou o dirigente, que descreveu os momentos de terror vividos neste domingo:

- No intervalo, uma meia dúzia, uns dez vândalos entraram querendo arrombar a porta do camarote. Eu estava pro lado de fora, arremessaram cabo de vassoura, quebraram a mesa de alimentos que o próprio Santos deixa lá. Foram cinco minutos de tensão. Ainda bem que os nossos três seguranças deram conta, foram as vias com os vândalos. Tive que implorar para chegar polícia aqui - disse.

De acordo com ele, mulheres e crianças também estavam no camarote do Penapolense. Nilson quer uma resposta do presidente do Santos, Odílio Rodrígues.

- Tínhamos 30 pessoas dentro do camarote, mulheres e crianças. Ficamos acuados como animais. O presidente do Santos terá q dar uma declaração, se não ele será conivente com isso - concluiu.