icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2013
13:56

O ex-jogador e atual presidente da Uefa, Michel Platini, voltou a se opor à entrada de tecnologia no futebol. O dirigente é um dos mais ferrenhos opositores da chegada de sistemas tecnológicos para impedir jogadas irregulares e tenta mostrar que é possível diminuir a margem de erro sem apelar para a tecnologia.

 - Na Itália, todos os jogos são dirigidos por cinco árbtiros e a estatística decorrente disso é magnífica: reduziu-se em mais de 50% o número de erros de arbitragem desde que passaram a ser cinco juízes. Só acredito no olho humano e não no olho do falcão - comentou, referindo-se ao Hawk-Eye, um dos sistemas tecnológicos já aprovados pela Fifa.

A Copa do Mundo de 2014 será a primeira com uso de tecnologias. O sistema escolhido foi o GoalControl, que já esteve em uso na Copa das Confederações e no último Mundial de Clubes. O Hawk-Eye, por sua vez, vem sendo utilizado na Premier League.