icons.title signature.placeholder Marcello Vieira
16/12/2013
09:14

Hoje é dia de decisão para o Fluminense. Disputar a Série B ou ser mantido na Série A em 2014 pode representar mudança de rumo no planejamento que já foi iniciado com enfoque na disputa da Segunda Divisão, situação que será alterada caso Portuguesa e/ou Flamengo sejam punidos com a perda dos pontos, o que consequentemente manteria o Fluminense na Primeira Divisão.

O LANCE!Net apurou que independentemente da competição que disputar, o planejamento financeiro está definido, conforme afirmou o diretor executivo, Jackson Vasconcelos.

– O Fluminense sabe os contratos que tem e a capacidade de gerar receitas. A Divisão que irá jogar não modificará o planejamento porque o passivo é muito grande e as receitas são muito prejudicadas. Do ponto de vista financeiro, o Flu vai trabalhar da mesma maneira.

E MAIS
- Lusa e Flamengo vão a julgamento no STJD por escalações irregulares

Até a contratação de Felipe Ximenes, o planejamento do futebol esteve paralisado, situação que se modificou nos últimos dias. O primeiro passo, antes de pensar em reforços, é a definição do treinador. Neste sentido, Ney Franco, Tite e Renato Gaúcho são os nomes mais prováveis. Ximenes trabalhará diretamente com o novo técnico para reforçar o elenco que, em princípio, para a Segunda Divisão, não necessitaria tanto de reforços, já que conta com jogadores renomados e acostumados a ganhar títulos na Série A.

Em relação ao marketing, o objetivo principal é estreitar a relação com o torcedor.

– O foco em 2014 será na fidelização e na compreensão do comportamento do torcedor. Seremos o clube que melhor conhece o torcedor no Brasil e poderemos trabalhar em ativações específicas por todo o país na Primeira ou Segunda Divisão. O torcedor abraçará o clube – disse o gerente de marketing, Alexandre Vasconcellos.

Recepção para Conca está sendo preparada

A chegada de Darío Conca é tão esperada entre os tricolores que um grupo de torcedores já se prepara para recepcionar o atleta no aeroporto, mesmo sem saber a data da chegada dele ao Brasil. Ciente da importância de Conca para o Fluminense, o gerente de marketing do clube, Alexandre Vasconcellos, disse que o departamento vem preparando várias ações para o apoiador.

– As ações estão sendo desenhadas. Temos de acertar detalhes de operação. Estamos atentos ao movimento na internet. Estaremos em contato com o Conca assim que acabar o Mundial de Clubes. Assim que entendermos como será a rotina de férias dele fecharemos os detalhes que faltam para fazermos a apresentação – explicou.

Alexandre ainda contou com qual o espírito o argentino chegará para vestir a camisa tricolor.

– O Conca é um ídolo que volta com muita paixão, vontade de estar de volta. Sabe o papel dele e o Fluminense entende o papel do Conca para o torcedor.

Queda não afasta sócios

Nem mesmo a Segunda Divisão abala a confiança no principal projeto da gestão. Atualmente com 27 mil inscritos nos programas de associados, o clube tem registrado mesmo no momento de maior crise número maior de adesões que o de cancelamentos nos programas de afiliados.

– Projetos como o sócio-futebol têm uma vida muito longa e o clube tem uma visão de longo prazo. Nesta lógica, nós já percebemos que o torcedor abraçou o programa. Mesmo na situação atual, mais sócios entram do que saem. Independentemente da Divisão, o torcedor quer ser parte do processo, se aproximar do clube e inclusive defender a instituição – disse Alexandre Vasconcellos.