icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2013
03:50

A luta principal do UFC 167, que aconteceu em Las Vegas, em comemoração ao anivesário de 20 anos do Ultimate foi a cereja do bolo de um show que entrou para a história. As apostas de que Georges Saint Pierre teria pela frente o adversário mais difícil de sua carreira se confirmaram e o lutador canadense teve um duro desafio até alcançar a vitória na decisão dividida contra o desafiante Johny Hendricks.

Georges chegou a ser abalado por diversas vezes pela poderosa mão esquerda de Hendricks, mas se manteve inteiro e em ritmo acelerado para impôr sua trocação, sua movimentação e seu jogo de derrubadas para alcançar o triunfo em decisão apertada.

- Hendricks foi a minha luta mais difícil. Perdi um pouco da memória da luta, machuquei meu olho durante o primeiro round e isso me atrapalhou. Quero agradecer o Hendricks e louvá-lo pelo trabalho que ele fez. Ele foi muito bom em ler meu jogo. Ele bate muito forte e foi um combate difícil. Há muitas coisas acontecendo na minha vida... Tenho de ficar um tempo longe do UFC, tenho algumas decisões a fazer e preciso me afastar um pouco. Tenho de pensar se vale a pena continuar lutando. Estou emocionado e apenas quero ter tempo para tomar uma decisão. Eu é quem agradeço ao Ultimate e a todos os fãs e pessoas que me apoiaram nessa caminhada - declarou o campeão meio-médio, dando a entender que pretende pendurar as luvas temporariamente.

Desolado, Johny Hendricks chegou a comemorar uma possível vitória ao final do confronto. O americano, ao ouvir o anúncio do resultado oficial da disputa de título, desabou sem acreditar no que estava ouvindo.

- Achei que tinha vencido a luta. Se vocês (público) viram a mesma luta que eu, verão que venci. Agradeço a Georges, isso é uma droga, mas voltarei e vou pegar esse cinturão. Não foi a minha luta, mas, na próxima, esse cinturão é meu. Quero o título. Vim aqui para tomar esse cinturão, tiraram de mim, mas ainda o terei - disse Hendricks, logo após o confronto. 

Georges Saint Pierre acerta golpe em Johny Hendricks (FOTO: Getty Images)

O triunfo foi a nona defesa de título consecutiva e bem sucedida de Georges Saint Pierre no Ultimate. O canadense é o maior campeão do evento na atualidade e é o atleta que está mais próximo de bater os recordes de Anderson Silva. Foi a 12ª vitória consecutiva do campeão meio-médio. Já Johny Hendricks, teve interrompida uma sequência de seis vitórias na maior organização de MMA do mundo. O americano sofreu apenas sua segunda derrota na carreira de 17 lutas e 15 triunfos.

A LUTA
1º round
A disputa começou em ritmo acelerado. Antes mesmo que Hendricks tentasse soltar sua poderosa mão esquerda, Saint Pierre conseguiu o derrubar e encaixar uma guilhotina, que foi bem defendida pelo americano. De volta na luta em pé, Johny tentava cercar o canandense, mas GSP manteve a calma e trabalhou seus golpes. Hendricks chegou a acertar uma boa joelhada, mas não pegou em cheio. 

2º round
A segunda etapa quase teve o duelo encerrado em seus minutos iniciais. Isso por que Hendricks conseguiu imprimir um ritmo forte e conectou inúmeros socos fortes em Georges, que ficou abalado e quase caiu nocauteado. O canadense teve de segurar o adversário na luta agarrada para se recuperar. Johny parecia ter encontrado a distância e se soltou mais no combate. Enquanto isso, GSP não se abalava e tentava manter o ritmo de seus ataques. 

3º round
Ciente do preparo físico de Saint Pierre, Johny insistiu em arriscar seus poderosos socos na esperança de derrubar o rival. Georges se mostrou tranquilo o tempo todo e não se abalou com a sequência de ataques de Hendricks. O conhecido jogo de derrubadas deu lugar ao de trocação, usado por ambos na maior parte do tempo. Mas nos segundos finais do terceiro round o americano derrubou o canadense e travou a luta no chão.

Hendricks acerta golpe de esquerda no rosto de Saint Pierre (FOTO: Getty Images)

4º round
Com a torcida a favor, GSP continuou controlando o centro do octógono e tentando cercar o americano até que Hendricks conseguiu derrubar o canadense e ficar por cima no solo, onde atingiu bons golpes. De volta em pé, Saint Pierre já apresentava o rosto machucado, com alguns sangramentos, mas mantinha a postura e seguia atacando. O penúltimo round chegou ao fim com Johny segurando o confronto na grade.

5º round
O último assalto começou com Sain Pierre tentando levar o duelo para o chão. Johny conseguiu se defender bem e inverteu a posição, encurralando Georges na grade. O público se levantou quando GSP conectou dois socos no queixo de Hendricks e combinou com uma derrubada. O confronto ficou acirrado e os dois se alternaram no controle da posição. Quando Georges se aproximou do americano, grampeou suas pernas e conseguiu levar a luta para o solo, de onde Johny rapidamente se levantou. O duelo chegou ao fim com GSP tentando uma finalização.