icons.title signature.placeholder Marcello Vieira e Vitor Pimenta
23/11/2013
20:23

Peter Siemsen terá mais três anos como presidente do Fluminense. Depois de um longo dia de eleições nas Laranjeiras, o mandatário foi eleito por 1942 votos contra 489 votos de Deley, candidato da oposição. Por ter vencido pelo dobro de votos mais um, a coligação "Orgulho de Ser Tricolor", base de apoio do presidente, terá direito a ocupar todo o conselho deliberativo sem a presença de opositores.

Bastante emocionado com a vitória, Peter discursou sobre as principais metas para os próximos três anos e falou sobre o CT, que já tem o novo desenho definido, conforme o LANCE!Net antecipou.

- Temos objetivos grandes, talvez o mais imediato seja a construção do CT, a gente já está com o estudo pronto, questão do solo pronto, projeto definido. A situação bem avançada. Faltam só as licenças ambientais para começar - disse.

O Mandatário também comentou a responsabilidade que tem agora no comando do Tricolor, afinal, venceu a eleição com a maior diferença histórica com o time lutando contra o rebaixamento:

- A responsabilidade sempre é enorme. Representar uma nação como essa do Fluminense, uma paixão da minha vida, responsabilidade enorme do primeiro ao último dia. O que talvez mude é saber que a gente está lutando no caminho certo, mesmo o time num momento difícil no Campeonato Brasileiro a torcida deu um voto de confiança apesar da situação no campeonato, isso nos fortalece. Dá uma força política à cultura do longo prazo. A cultura do clube está mudando. Entrei de sócio para lutar contra a cultura do imediatismo. Ela pode dar um campeonato num ano, mas depois podemos sofrer mais tempo. Temos que cumprir com nossas obrigações, buscar excelência na gestão.

Em relação aos projetos futuros, Peter discursou em relação à outras prioridades além do CT, ressaltando o sócio-futebol.

- Em dois anos quero apresentar para o sócio um projeto de separação das organizações dos esportes olímpicos e lazer, do futebol, para sabermos a organização do Fluminense. O foco é de renovação de receitas. Já temos um contrato prestes a ser assinado com a adidas mais 25 lojas. Isso é importante, mas a grande fonte é um crescimento vertigionoso é o sócio futebol. Uma receita garantida importante e o torcedor sendo cidadão, definido o destino do Flu - disse o presidente.

O resultado inaugurou o primeiro dia dos próximos três anos do Fluminense. Agora é esperar os resultados.

O DIA DA ELEIÇÃO

Desde a manhã deste sábado, muitos torcedores compareceram às Laranjeiras para votar. A boca de urna, que a princípio estava proibida, rolava solta. Os apoiadores de Peter Siemsen, sempre em maior número, estavam vestidos de verde. Enquanto isso, de branco, o grupo "O Fluminense Somos Todos Nós", aliado de Deley, se concentrava na frente da portaria do clube e fazia barulho. A segurança foi reforçada no clube com policiais, entretanto, nenhum incidente foi registrado.

A medida que o dia passava e as parciais da boca de urna iam revelando uma grande diferença de Peter Siemsen para Deley, os ânimos do grupo de Deley foram arrefecendo. Por sua vez, o clube foi sendo tomado por uma onda verde.

Terminada a votação, Deley reuniu a imprensa e falou em tom de resignação. O ex-jogador fez um discurso emocionado na frente do clube e foi aplaudido inclusive pelo grupo de Peter Siemsen, chegando às lágrimas. A cena mais bonita do dia e que colocou acima da política, o ídolo do futebol.

- Agradeço a todos os sócios que depositaram seus votos de confiança no nosso projeto de gestão, acreditando que é possível fazer o Fluminense voltar a ser um clube referência no Brasil. Agradeço também a cada um que esteve ao meu lado trabalhando para fazer uma campanha pautada sempre no debate de idéias. Faço também um agradecimento especial às manifestações de carinho do quadro social do nosso querido Tricolor que hoje realmente me deixaram muito emocionado. Tenho certeza de que a nossa campanha enriqueceu o processo eleitoral, trazendo para pauta questões importantes como a necessidade de uma gestão transparente, além de ter apontado novos caminhos como a criação de uma Fundação - disse.

Cerca de meia hora depois, com o início da apuração, apenas apoiadores de Peter Siemsen permaneceram no clube aguardando aquilo que já sabiam. O próprio presidente, vestido com o uniforme laranja, se destacava dos demais e ao invés de acompanhar o processo de contagem, ficou reunido com os aliados.

Por volta das 21h saiu o resultado oficial e o clube foi tomado por cânticos de apoio a Peter Siemsen e o Fluminense. O Tricolor terá mais três anos de Peter e a coligação que envolve Flusócio, Esportes Olímpicos, Ideal Tricolor e Tricolor de Coração no poder.