icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/11/2014
19:05

A pesagem do Jungle Fight 74 foi realizada na última sexta-feira, no salão nobre do hotel Caesar Business, em São Paulo. Pela primeira vez, os candidatos aos cinturões dos pesos-médios e meio-pesados estiveram frente a frente. Apesar disso, o clima foi tranquilo e nem mesmo a rivalidade entre brasileiros e argentinos fez com que Dirlei "Mão de Pedra" e Martin "La Maquina", adversários na luta principal, perdessem a compostura.

- Só tenho ao Jungle Fight pelo modo que sempre me tratou, vou para a minha quinta luta e espero conquistar esse cinturão. Respeito meu adversário e todos os brasileiros com quem já lutei. Não tenho essa rivalidade, os brasileiros sempre me trataram muito bem, meu mestre é brasileiro e então só tenho agradecimentos - afirmou La Maquina, que treina com o faixa-preta de jiu-jitsu Mário Sukata.

O gaúcho Dirlei Broenstrup, o Mão de Pedra, também minimizou a rivalidade sul-americana no MMA. No entanto, ele aposta em uma grande pressão por parte dos torcedores, que esgotaram os ingressos e prometem transformar o ginásio Mauro Pinheiro em um caldeirão.

- Não tenho nenhuma motivação a mais em enfrentar um argentino, não tenho nada contra o povo. Sinceramente, até sou fã da cultura deles. Mas com certeza a torcida não vai perdoar e vai fazer muito barulho. Acho que pode acabar sendo bom para mim né. Espero tirar proveito disso, vencer mais essa luta e levar esse cinturão para o Sul - completou Dirlei.

O destaque negativo ficou por conta do atleta José Alexandre, que além de chegar atrasado à cerimônia se apresentou acima do limite dos moscas. Como punição, ele perderá 40% da bolsa e iniciará o combate contra Danilo Andreani com um ponto a menos. O lutador Alexandre Turquinho, pupilo de Fábio Maldonado, também ficou acima do limite dos médios e, por isto, começará a luta com um ponto a menos.

O Jungle Fight 74 está marcado para neste sábado, no Ginásio Mauro Pinheiro, em São Paulo. As principais atrações da noite serão as disputas de cinturões entre Dirlei "Mão de Pedra" e Martin "La Maquina, pela categoria dos meio-pesados, e Douglas Bertazini e Antônio Júnior, valendo o cinturão dos pesos-médios. Outras sete lutas fecham o evento, que terá início às 22h.

Card completo:

Martin La Máquina (91,4kg) x Dirlei Mão de Pedra (92,8kg) - cinturão meio-pesado
Douglas Bertazini (83,5kg) x Júnior Alpha (84kg) - cinturão peso-médio
Bruno Beirute (65,4kg) x Rodrigo Romano (66kg) - penas
Jonathan Bombeiro (70kg) x José Armoa (69kg) - leves
Bruno Lopes (77kg) x William Curaçá (77kg) - meio-médios
Alexandre Turquinho* (84,4kg) x Zeca Predador (84,2kg) - médios
Carlos Guarda (82,5kg) x Quemuel Otoni (82,4kg) - médios
Júnior Suicida (76,4kg) x Vitor Super Boy (76,5kg) - meio-médios
Danilo Adrian (56,7kg) x Zé Reborn Alexandre (57,3kg)* - moscas

*Não bateram o peso de suas categorias e foram multados