icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/12/2013
09:15

Único reforço anunciado pelo Fluminense para próxima temporada, o meia Darío Conca abriu sua casa ao programa "Mosaico Tricolor" e mostrou um pouco da rotina de vida na China. Dentre vários momentos, o jogador falou sobre como foi complicado se adaptar ao futebol do país.

– A bola passava de um lado para o outro e longe do gol. Eles são ágeis e rápidos. Você os dribla e eles voltam, não desistem – contou o futuro camisa 11 tricolor.

Perto de voltar ao Brasil, o argentino também comentou sobre as diferenças culturais entres os dois povos e as dificuldades que teve para se entrosar na Ásia.

E MAIS
> Abel Braga revela aviso ao Flu sobre troca de elenco para 2013: 'Viram no que deu'
> Advogado do Flu vê Flamengo como maior beneficiado após punição à Lusa
> Felipe Ximenes se diz honrado em voltar ao Flu e afirma: 'Espero estar à altura'

– No Fluminense, chegava ao vestiário, sabia dos problemas de cada um e todos faziam muitas brincadeiras. Quando o time perdia, todo
mundo ficava triste. Na China, não consigo falar com ninguém. Não é que no Brasil seja melhor, é porque estou acostumado. Aqui é difícil de entrosar, pois tem o tradutor e tudo que se fala chega sempre diferente.