icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
31/07/2013
09:20

O São Paulo não vence há 12 jogos e sequer marcou gols nas últimas quatro partidas. Se Aloísio fizer um nesta quarta-feira e eliminar o Bayern de Munique da Copa Audi, dentro da Allianz Arena, na Alemanha, ele merece uma estátua no Morumbi. Pouco conhecido no exterior, o Boi Bandido pode se apresentar para os moradores de Munique, que até estão habituados a ver alguns bois pela cidade, mas que não têm nem 1% da correria do centroavante são-paulino.

A praça Rindermarkt fica no centro da cidade onde o Tricolor enfrenta nesta quarta o atual campeão europeu às 15h30 (horário de Brasília). Traduzindo do alemão para o português, o nome significa mercado de gado e foi assim batizado pelo comércio existente no local décadas atrás (veja mais abaixo). Por isso, há uma estátua com o animal que apelida o atacante tricolor.

Já o motivo do camisa 19 estar em campo hoje é bem diferente. Como Luis Fabiano ficou no Brasil para se recuperar de lesão, o substituto é a esperança de gols da equipe brasileira. Se o time vive um jejum de gols só não maior do que de vitórias, essa marca não pode ser atribuída a ele.

No último jogo em que teve chance de começar como titular, ele marcou. Foi contra o Vitória, em Salvador, na estreia de Paulo Autuori. Treinador que gosta da dinâmica e movimentação do atacante.

Para o Boi Bandido, não tem tempo ruim. Contra o Inter, semana passada no Morumbi, a temperatura estava abaixo de 10ºC e todos os jogadores desceram do ônibus muito agasalhados. Todos não. Aloísio chegou ao estádio de camiseta e bermuda, como se nada estivesse acontecendo.

O frio europeu não dá as caras nesta época do ano. É verão e a temperatura estará alta, assim como a vontade do camisa 19 de se apresentar ao mundo. Enquanto os adversários da Copa Audi têm os badalados Robben (Bayern) e Agüero (Manchester City), o São Paulo aposta suas fichas em Aloísio.

Se costuma correr como um maluco do vestiário até o meio de campo quando vai substituir alguém no início do segundo tempo, já pensou na vontade dele hoje, jogando contra um dos melhores times do mundo, em Munique? O Boi Bandido está solto em Munique e não vai ficar parado feito uma estátua.

Aloísio, ao LANCE!Net, em Munique: ‘Chegou mais um boi. Espero ajudar a equipe’

L!Net: Preparado para enfrentar o Bayern de Munique?
Aloísio: Claro, a gente está preparado. O Bayern é um grande time e temos de estar preparado. Fizemos uma boa viagem, a estrutura nem precisa falar, estamos vendo desde que chegamos e é fazer uma grande partida.

L!Net: A viagem até Munique foi desgastante? Está muito cansado?
A: A viagem é bem desgastante, mas daqui a pouco a gente se recupera, temos treino e vai dar tempo de se recuperar para essa partida. (Nota da redação: o treinamento do São Paulo aconteceu na tarde ontem, horário de Brasília).

L!Net: Você volta ao time titular depois de quatro jogos. Desde que você saiu, além das derrotas e o empate no último confronto, o São Paulo não fez mais nenhum gol.
A: Vamos esperar o que o professor vai nos dizer para essa partida, se ele optar por mim, vou corresponder.

L!Net: Curiosamente, tem uma praça aqui no centro de Munique com uma estátua de alguns bois. O Boi Bandido vai aparecer também na Allianz Arena?
A: Chegou mais um, chegou mais um. Espero ir bem e contribuir para ajudar minha equipe.

RINDERMARKT - Mercado de gado: A praça localizada no centro de Munique é uma homenagem ao comércio de gado que havia no local. As esculturas foram construídas por Josef Henselmann, em 1964. Na primavera e no verão o local é aprazível para se sentar, conversar e comer. Há espaço para isso, além de algumas lanchonetes nas redondezas. Na época do Natal, uma feira sobre a data comemorativa é montada na praça. (Foto: Bruno Quaresma)

O São Paulo não vence há 12 jogos e sequer marcou gols nas últimas quatro partidas. Se Aloísio fizer um nesta quarta-feira e eliminar o Bayern de Munique da Copa Audi, dentro da Allianz Arena, na Alemanha, ele merece uma estátua no Morumbi. Pouco conhecido no exterior, o Boi Bandido pode se apresentar para os moradores de Munique, que até estão habituados a ver alguns bois pela cidade, mas que não têm nem 1% da correria do centroavante são-paulino.

A praça Rindermarkt fica no centro da cidade onde o Tricolor enfrenta nesta quarta o atual campeão europeu às 15h30 (horário de Brasília). Traduzindo do alemão para o português, o nome significa mercado de gado e foi assim batizado pelo comércio existente no local décadas atrás (veja mais abaixo). Por isso, há uma estátua com o animal que apelida o atacante tricolor.

Já o motivo do camisa 19 estar em campo hoje é bem diferente. Como Luis Fabiano ficou no Brasil para se recuperar de lesão, o substituto é a esperança de gols da equipe brasileira. Se o time vive um jejum de gols só não maior do que de vitórias, essa marca não pode ser atribuída a ele.

No último jogo em que teve chance de começar como titular, ele marcou. Foi contra o Vitória, em Salvador, na estreia de Paulo Autuori. Treinador que gosta da dinâmica e movimentação do atacante.

Para o Boi Bandido, não tem tempo ruim. Contra o Inter, semana passada no Morumbi, a temperatura estava abaixo de 10ºC e todos os jogadores desceram do ônibus muito agasalhados. Todos não. Aloísio chegou ao estádio de camiseta e bermuda, como se nada estivesse acontecendo.

O frio europeu não dá as caras nesta época do ano. É verão e a temperatura estará alta, assim como a vontade do camisa 19 de se apresentar ao mundo. Enquanto os adversários da Copa Audi têm os badalados Robben (Bayern) e Agüero (Manchester City), o São Paulo aposta suas fichas em Aloísio.

Se costuma correr como um maluco do vestiário até o meio de campo quando vai substituir alguém no início do segundo tempo, já pensou na vontade dele hoje, jogando contra um dos melhores times do mundo, em Munique? O Boi Bandido está solto em Munique e não vai ficar parado feito uma estátua.

Aloísio, ao LANCE!Net, em Munique: ‘Chegou mais um boi. Espero ajudar a equipe’

L!Net: Preparado para enfrentar o Bayern de Munique?
Aloísio: Claro, a gente está preparado. O Bayern é um grande time e temos de estar preparado. Fizemos uma boa viagem, a estrutura nem precisa falar, estamos vendo desde que chegamos e é fazer uma grande partida.

L!Net: A viagem até Munique foi desgastante? Está muito cansado?
A: A viagem é bem desgastante, mas daqui a pouco a gente se recupera, temos treino e vai dar tempo de se recuperar para essa partida. (Nota da redação: o treinamento do São Paulo aconteceu na tarde ontem, horário de Brasília).

L!Net: Você volta ao time titular depois de quatro jogos. Desde que você saiu, além das derrotas e o empate no último confronto, o São Paulo não fez mais nenhum gol.
A: Vamos esperar o que o professor vai nos dizer para essa partida, se ele optar por mim, vou corresponder.

L!Net: Curiosamente, tem uma praça aqui no centro de Munique com uma estátua de alguns bois. O Boi Bandido vai aparecer também na Allianz Arena?
A: Chegou mais um, chegou mais um. Espero ir bem e contribuir para ajudar minha equipe.

RINDERMARKT - Mercado de gado: A praça localizada no centro de Munique é uma homenagem ao comércio de gado que havia no local. As esculturas foram construídas por Josef Henselmann, em 1964. Na primavera e no verão o local é aprazível para se sentar, conversar e comer. Há espaço para isso, além de algumas lanchonetes nas redondezas. Na época do Natal, uma feira sobre a data comemorativa é montada na praça. (Foto: Bruno Quaresma)