icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2014
18:55

Em negociação avançada com o Flamengo, o atacante Eduardo da Silva enviou uma carta ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, se despedindo do clube em que ficou durante quatro temporadas e pedindo para que ela tivesse a publicação no site oficial, o que ocorreu na tarde desta segunda-feira. Com tom emotivo, o jogador falou sobre o período em que viveu no país.

O Shakhtar aproveitou para ressaltar durante o texto que Eduardo da Silva "não apenas acabou ganhando o carinho e o respeito dos torcedores, mas conquistou todos aqueles que tiveram a oportunidade de conversar pessoalmente com ele pelo menos uma vez", classificando o atacante como "uma pessoa muito culta, erudita e sensível."

E MAIS!
> Após novo encontro, Flamengo fica mais próximo de Eduardo da Silva
> Eduardo da Silva é um bom nome para o ataque do Flamengo?
> Flamengo paga apenas parte dos salários atrasados aos jogadores

> Confira abaixo a carta de despedida do atacante publicada pelo Shakhtar:
 
"Para mim, foi uma grande honra representar um clube tão fantástico. Estou orgulhoso por ter feito parte de uma equipe que, durante a minha estada, foi quatro vezes campeão do país. E gostaria de aproveitar a ocasião para agradecer às pessoas que têm desempenhado um papel especial na minha vida.
 
Primeiro de tudo, ao presidente Akhmetov por ter me dado esta oportunidade e por acreditar no meu talento. Ao professor Lucescu, que me orientou, me deu a chance de jogar e de ganhar com um grupo tão excelente de jogadores.
 
A todos os meus companheiros de equipe, especialmente o nosso capitão Darijo. A sua amizade e dedicação constantes, dentro e fora do campo, serão sempre muito importantes para mim.
 
Finalmente, e mais importante, aos torcedores. Eu sempre senti e dei valor ao apoio de vocês. Graças a vocês, eu me senti um membro da família Shakhtar desde o primeiro minuto do meu primeiro jogo pelo clube. E por isso eu serei sempre grato.
 
Gostei muito do tempo que passei em Donetsk. E desejo apenas o melhor para o clube e para o país.
 
Calorosas saudações,

Eduardo"