icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/04/2014
13:30

Oito meses após sagrar-se campeão mundial do Shooto, Hernani Perpétuo inicia sua história dentro do octógono neste sábado, em Orlando (EUA), no UFC: Werdumx Browne. O adversário será o canadense Jordan Mein, que já se apresentou duas vezes pela organização, em combate válido pela categoria meio-médio (até 77kg) no card preliminar. Apesar da mudança de responsabilidade por fazer parte da maior organização de MMA do mundo, o atleta da Nova União não se sente pressionado.

Hernani começou a lutar MMA em 2005 e contabiliza hoje 17 vitórias e apenas três derrotas, numa invencibilidade que vem desde agosto de 2010, quando perdeu para Romario Manoel. Dois meses depois, venceu a revanche e, triunfo após triunfo, viu sua contratação pelo UFC se tornar questão de tempo. Neste sábado, terá a companhia do amigo Caio Monstro, que luta contra Luke Zachrich no mesmo card, o que ajuda a diminuir a pressão pela estreia.

- Estou focado para fazer tudo o que executei nos treinos na Nova União. A ansiedade para estrear no UFC é grande, mas me dou bem com ela e estou bem tranquilo. Chegou a minha hora e é uma grande oportunidade na minha carreira. Não vou desperdiçá-la - revela o atleta, através de sua assessoria de imprensa.

Do outro lado do octógono, o carioca de 28 anos terá pela frente um oponente quatro anos mais novo, mas não menos experiente. Jordan Mein tem mais combates no cartel, com 27 vitórias e nove derrotas, sendo 17 triunfos por nocaute. Um dos mais marcantes foi o obtido sobre o brasileiro Evangelista Cyborg, mas no seu último compromisso pelo UFC, em abril de 2013, foi derrotado por Matt Brown.

- Pude analisar alguns duelos dele e vi que é um striker, mas não vai para o ataque. Ele espera o momento certo de ir para cima e tenho que ter muita atenção com isso. Mas acho que o jogo é parecido com o meu. O Jordan já venceu adversários duros na carreira e tenho certeza que a luta será do jeito que os fãs gostam, bem intensa e decidida em pé. Estou com todo gás para começar minha história no UFC com o pé direito - confia.

Além de estrear pelo Ultimate, Hernani Perpétuo tem outra questão inédita na carreira. O peso meio-médio vai atuar pela primeira vez fora do Brasil em eventos de MMA.

- Já participei de várias competições de kickboxing no exterior, então lutar MMA nos Estados Unidos não será tão novidade assim. Vou fazer meu jogo naturalmente. Quando entra no octógono e a porta fecha, fica 50% para cada um, independente do lugar - garante.