icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
19:23

A negociação envolvendo Cruzeiro e Caixa Econômica Federal, futuro patrocinador do clube, deve se concretizar nos próximos dias, com a volta da diretoria ao Brasil. Nesta terça-feira, em entrevista à Rádio Itatiaia, o presidente Gilvan de Pinho Tavares revelou como ocorreram as conversas antes da intertemporada nos Estados Unidos. Segundo o mandatário, existe a possibilidade de a instituição estampar seu nome em outra parte do uniforme neste ano.

– As conversas estão bem evoluídas e eu acredito que o patrocínio vai sair sim. Ainda não sei se teremos outra camisa nesse ano, mas em outro local do uniforme, possivelmente ainda nesse ano – disse.

E MAIS
> Cruzeiro ‘planta semente’ e planeja inserção de escolas nos Estados Unidos
> Reunião nesta quarta-feira selará a permanência de Martinuccio no Cruzeiro

O cartola revela que a cúpula do Banco BMG participa das tratativas e diz também que as reuniões ocorrem devido à iniciativa dos diretores da Caixa Econômica Federal.

– Nós tivemos conversas com a Caixa Econômica. A iniciativa, inclusive, não foi do Cruzeiro, foi deles. O BMG participou dessas conversas, mas acredito que por causa da Copa das Confederações, as conversas tenham sido interrompidas. Elas terão continuidade agora, depois da Copa das Confederações – concluiu.

A negociação envolvendo Cruzeiro e Caixa Econômica Federal, futuro patrocinador do clube, deve se concretizar nos próximos dias, com a volta da diretoria ao Brasil. Nesta terça-feira, em entrevista à Rádio Itatiaia, o presidente Gilvan de Pinho Tavares revelou como ocorreram as conversas antes da intertemporada nos Estados Unidos. Segundo o mandatário, existe a possibilidade de a instituição estampar seu nome em outra parte do uniforme neste ano.

– As conversas estão bem evoluídas e eu acredito que o patrocínio vai sair sim. Ainda não sei se teremos outra camisa nesse ano, mas em outro local do uniforme, possivelmente ainda nesse ano – disse.

E MAIS
> Cruzeiro ‘planta semente’ e planeja inserção de escolas nos Estados Unidos
> Reunião nesta quarta-feira selará a permanência de Martinuccio no Cruzeiro

O cartola revela que a cúpula do Banco BMG participa das tratativas e diz também que as reuniões ocorrem devido à iniciativa dos diretores da Caixa Econômica Federal.

– Nós tivemos conversas com a Caixa Econômica. A iniciativa, inclusive, não foi do Cruzeiro, foi deles. O BMG participou dessas conversas, mas acredito que por causa da Copa das Confederações, as conversas tenham sido interrompidas. Elas terão continuidade agora, depois da Copa das Confederações – concluiu.