icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/03/2014
13:09

A liderança geral do Paulistão está em jogo para Palmeiras e Santos no próximo domingo, na Vila Belmiro. Mas será mesmo que ficar em primeiro trará mais vantagens na sequência do torneio? Se a ideia é fugir de um clássico, a resposta pode ser negativa.

Hoje, o Verdão, com 35 pontos, é o melhor do torneio, com dois de vantagem sobre o Peixe. O regulamento do Paulistão prevê que o líder geral, somando também a pontuação das quartas de final, irá pegar o quarto, na semi. Segundo e terceiro farão a outra partida.

Caso Santos, Palmeiras, São Paulo e Botafogo, que farão as quartas em casa, confirmem o favoritismo, a chance maior é de o líder geral (Verdão ou Peixe) fazer o clássico contra o Tricolor da capital na semifinal. O São Paulo tem 24 pontos, contra 28 do Botinha, hoje.
Obviamente, são apenas projeções, já que as pontuações ainda sofrerão alterações até a semi. A começar pelo duelo entre são-paulinos e botafoguenses, domingo, no Santa Cruz: o time da capital pode deixar a diferença em um ponto.

Fato é que o Palmeiras já terá a liderança geral assegurada até a final caso vença o Santos: abrirá cinco pontos e, independentemente dos resultados nas fases seguintes, será sempre o melhor se avançar.

Uma vitória do Peixe, no entanto, ainda poderia ser revertida pelo Verdão nas quartas. O Santos ficaria um ponto à frente, mas poderia perder o posto se passar pela Ponte Preta nos pênaltis (após um empate) e o Palmeiras vencer seu jogo.

Caso os clubes com pontuações inferiores surpreendem nas quartas de final, as projeções, claro, serão outras para a semifinal. Mas até mesmo o Ituano, segundo em sua chave, tem pontuação melhor do que o São Paulo: 25 contra 24. O Galo de Itu ainda busca a vaga.

Arouca, volante do Peixe, não pensa em outro resultado com o Palmeiras que não seja a vitória, e parece não se importar com um clássico antecipado:

- De maneira nenhuma. Independente de quem pegar nas semis, primeiro tem que passar pelas quartas. Depois pensar na semifinal - disse o jogador após empate com o Rio Claro no último fim de semana.

O técnico do Verdão, Gilson Kleina, também quer pensar só jogo a jogo.

- Vamos fazer de tudo para ser o primeiro da competição. É fundamental decidir ao lado do torcedor. Faz realmente a diferença. Se tivermos algum tropeço no jogo, é onde vamos pegar a energia maior. Temos de sentir o peso da nossa torcida, da camisa, gostaria muito de decidir em casa - afirmou.