icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/06/2014
11:23

A Suíça ainda sonha alto na Copa do Mundo, apesar da derrota contra a França na última sexta, por 5 a 2. A vitória no primeiro jogo do Grupo E por 2 a 1, arrancada nos últimos minutos contra o Equador, mantém a Nati com possibilidades de classificação. O grupo está tão indefinido que os suíços podem perder para Honduras, na próxima quarta, e conseguir a vaga, ou vencer a partida e ainda assim ficar de fora. De qualquer forma, Segundo o meia Dzemaili, para sonhar alto, o time precisa vencer o próximo jogo e produzir melhor como um grupo.

"Todos podemos alimentar grandes sonhos, mas primeiro temos que fazer o dever-de-casa, que é bater Honduras. Vimos que as grandes equipes que dependem apenas do jogo individual são rapidamente eliminadas, preço que a pequena Suíça não pode pagar. Nós temos que dar tudo de nós juntos, como fizemos contra a França, embora tenhamos um pouco de azar depois que eles marcaram seus gols no início", disse o meia de 28 anos.

Já Xhaka admite que o time não conseguiu lidar com as crescentes expectativas após passearem na campanha das eliminatórias (invictos com sete vitórias e 3 empates) e chegar ao sexto lugar no ranking mundial da FIFA. Ele frisou que o time deixou a desejar nos dois jogos que disputou até aqui.

"Eu não sei se as expectativas foram criadas a partir de nós ou se vieram de fora. Você não deve esquecer que somos a pequena Suíça, e não devemos esconder de ninguém que nosso desempenho no primeiro tempo contra o Equador e França não foi bom o suficiente. Jogamos melhor na segunda metade de ambos os jogos, mas precisamos jogar bem ao longo dos 90 minutos", declarou o jogador do Borussia Monchengladbach.

Suíça enfrenta Honduras na próxima quarta, às 17h. O jogo é válido pela terceira rodada do grupo E, e será em Manaus.