icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
12/02/2015
00:00

O Internacional segue sob desconfiança de seus torcedores. Com direito a um pênalti desperdiçado pelo estreante Anderson (uma das contratações de impacto para a temporada), a equipe de Diego Aguirre não passou de um 0 a 0 com o Cruzeiro-RS nesta quarta-feira, e voltou a apresentar fragilidade no setor defensivo e imprecisões no ataque. Com o tropeço na quarta rodada, o Colorado sobe para seis pontos na competição, assim como o Leão da Montanha.

PRIMEIRO TEMPO

Os torcedores dos dois times não puderam reclamar da falta de emoções na etapa inicial. Logo aos três minutos, Vitinho serviu Eduardo Sasha, que perdeu oportunidade clara na pequena área. Dois minutos depois, o Cruzeiro-RS respondeu, em tentativa de Laerte que Muriel salvou com os pés. Vitinho novamente arriscou aos sete, e a bola passou rente à meta de Bruno Grassi.

Investindo em jogadas pelos lados, o Colorado ainda viu Nilmar desperdiçar duas oportunidades. Na primeira, Eduardo Sasha cruzou para o atacante, que desperdiçou. Em seguida, o camisa 7 tentou finalizar rasteiro de longe, mas Bruno Grassi defendeu facilmente.

Porém, a equipe de Cláudio Aguirre seguia vulnerável em seu setor defensivo. Com Nilton e Aránguiz apresentando erros na marcação, o Cruzeiro-RS exigiu Muriel em arremate de Paraná de fora da área, e se esticou para salvar falta cobrada por Rodrigo Heffner. Na reta final, Wagner desceu como quis pela esquerda e cruzou. Na pequena área, Wesley finalizou e Muriel espalmou à queima-roupa. 

SEGUNDO TEMPO

O ritmo forte continuou no intervalo. Logo aos oito minutos, Vitinho aproveitou rebote e arriscou, mas a bola parou nas mãos de Bruno Grassi. Os mandantes responderam com finalização de Paraná. A bola desviou em Nilton e carimbou a trave de Muriel.

O técnico Diego Aguirre promoveu a estreia de Anderson, sacando Vitinho. O meia deixou o Inter mais bem organizado em campo, e fez as oportunidades do Cruzeiro-RS se restringirem a uma finalização de Henrique rente à trave. Já o Colorado partiu de vez para o ataque, e exigiu Bruno Grassi em finalizações de Nilmar e Eduardo Sasha.

O camisa 8 colorado viu a oportunidade de ter sua estreia coroada aos 30 minutos. Após cruzamento de Fabrício, Eduardo Sasha cabeceou e o árbitro marcou - erradamente - mão na bola de Laerte dentro da área. O zagueiro foi expulso, e coube e Anderson a responsabilidade de cobrar o pênalti. O jogador bateu no canto direito, mas Bruno Grassi se esticou para defender aos 35.

Na reta final, o Internacional lançou-se de vez ao ataque. Após cruzamento de Anderson, Nilmar cabeceou para fora. Em seguida, Aránguiz serviu o camisa 7, que mandou para fora. D'Alessandro ainda exigiu Bruno Grassi nos acréscimos. Mas de nada adiantou. O Colorado novamente decepcionou sua torcida.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO GAÚCHO

CRUZEIRO-RS 0x0 INTERNACIONAL

Data-Hora: 11/02/15 - 22h

Estádio: Vieirão, em Gravataí (RS)

Renda/Público: Não divulgados.

Árbitro: Anderson Farias (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Antônio Lima Albornoz (RS)

Cartões amarelos: Wagner (CRS), Fabrício, Nilton (INT)

Cartão vermelho: Laerte (CRS).

CRUZEIRO-RS: Bruno Grassi; Claydir, Carlão, Laerte e Rodrigo Heffner; Jaiminho, Reinaldo, Paraná (Ben-Hur, 42/2ºT) e Wagner (Jeferson, 45/2ºT); Matheus e Wesley (Henrique, 24/2ºT). Técnico: Luiz Antônio Zaluar

INTERNACIONAL: Muriel, Léo, Ernando, Alan Costa e Fabrício; Nilton (Luque, 43/2ºT), Aránguiz, D’Alessandro, Eduardo Sasha e Vitinho (Anderson, 15/2ºT); Nilmar. Técnico: Diego Aguirre