icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar
26/06/2014
19:00

Ainda sem conseguir uma solução quanto às penhoras, o Botafogo, pelo terceiro mês consecutivo, vai recorrer ao Sindicato de Empregados de Clubes do Rio (Sindeclubes) para pagar salários de jogadores e funcionários.

Assim como nos últimos dois meses, o Sindeclubes vai desbloquear mais uma cota referente a direitos de transmissão, no valor de R$ 2 milhões. Já há uma ação na Justiça e o jurídico do Sindicato deve obter o dinheiro já no início da semana que vem.

Com o pagamento, o Botafogo vai se livrar novamente de completar três meses sem salários para os jogadores, o que daria o direito aos atletas de entrar com ação na Justiça pedindo rescisão contratual.

Atualmente, os jogadores estão com dois meses sem receber e completariam três meses de salários atrasados no quinto dia útil deste mês. Os funcionários não recebem há um mês.

O dinheiro desbloqueado pelo Sindeclubes é repassado diariamente para as contas dos atletas e funcionários, mas paga somente o salário da carteira de trabalho. Os jogadores estão com quatro meses de direitos de imagem atrasado.

A diretoria do Botafogo vem tentando voltar ao acordo do Ato Trabalhista para conseguir desbloquear verbas. Mas, além das dificuldades normais, a disputa da Copa do Mundo no Brasil neste mês tem atrapalhado ainda mais para se resolver qualquer burocracia. Atualmente, 100% das receitas do clube estão penhoradas.

- Sabemos que a situação financeira do clube não é boa. Claro que atrapalha. Se eu disser que não atrapalha vamos estar mentindo. Ninguém entra em campo pensando nisso, é mais no dia a dia. Quando se entra em campo esquecemos todas as coisas negativas, ruins, para fazer um bom trabalho - disse o volante Rodrigo Soutto.