icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2014
15:56

A jornalista Leandra Ribeiro é apaixonada. Primeiro pelo marido, Delton, depois, pelo Mixto. Mas na casa deles, em Cuiabá (MT), essa ordem é o que menos importa, já que o fanatismo dela foi incentivado por ele.

Leandra explica que em 2009 começou a namorar Delton, um fã fervoroso do Mixto Esporte Clube e membro da torcida Boca Suja, a mais tradicional de um dos times mais populares de Mato Grosso. Para ficar perto do seu amor, o seguiu pelos estádios. No fim, ganhou dois amores.

O primeiro jogo foi em Rondonópolis, cidade do interior que fica a 200 quilômetros de Cuiabá, no estádio Luthero Lopes. O fraco desempenho do alvinegro e um empate diante do Vila Aurora foram suficientes para acender a paixão.

- Depois desse jogo comecei a seguir o Mixto e fui a todos os jogos naquele ano – enfatiza.

O problema é que a campanha no começo do Campeonato Mato-grossense era ruim e o time não ganhava de ninguém, o que colocou em risco a peregrinação de Leandra.

- Nos três ou quatro primeiros jogos o time não marcava gols. Eu comecei a achar que tinha o pé frio e cogitei abandonar as viagens.

A fase era tão ruim que o primeiro ídolo da jornalista no Mixto foi o goleiro Perereca.

- Era só ele que se destacava no time. É o jogador de quem mais me lembro.

A situação melhorou num jogo dentro de casa, no estádio Dutrinha, quando o Tigre da Vargas venceu a primeira partida.


Leandra passou a integrar a torcida feminina do Mixto (Foto: Divulgação)

- Quase morri de emoção com o gol. Não lembro quem fez o gol nem contra quem era, mas lembro do goleiro Perereca – diz, rindo.

De lá para cá, ela virou fanática. Oficializou o amor pelo Mixto colecionando camisas do time e da torcida. No ano passado também oficializou o amor por Delton. Eles se casaram e vivem felizes, como nas fotos que decoram a geladeira.

- Colocamos nossas fotos dos jogos na geladeira de casa – finaliza.