icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/03/2014
09:31

O treinador do Manchester City, Manuel Pellegrini, deixou claro que não pretende entrar na guerra psicológica do técnico do Chelsea, José Mourinho. Segundo o chileno, o treinador que toma este tipo de estratégia não é, necessariamente, um grande profissional.

- Acho que treinadores importantes não dão qualquer importância às guerras psicológicas. Eu não acho que treinadores que fazem jogos psicológicos são mais inteligentes - disse Pellegrini ao diário "Daily Telegraph".

A afirmação do comandante do City vem após Mourinho ter dito que o Chelsea está fora da corrida pelo título inglês com a derrota para o Crystal Palace, por 1 a 0, no último sábado.

- Não sei o que ele pensa. Temos de ganhar os seis pontos dos dois jogos que temos em atraso. Não temos mais seis pontos, temos dois jogos de atraso - afirmou Pellegrini.