icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/02/2015
19:06

De um lado, o Moto Club acaba de trocar de técnico, que estava no comando da equipe há oito jogos. Do outro, o Boa, que só venceu uma vez em quatro partidas disputadas no Campeonato Mineiro. Vivendo esses momentos conturbados que as equipes se enfrentam nesta quarta-feira, às 20h30, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil.

A equipe maranhense trocou de comandante após ser derrotada pelo Imperatriz, no último domingo. Eugênio Souza, no cargo de técnico há  oito jogos, foi demitido e quem comandará, interinamente, o Moto na partida contra o Boa será o preparador de goleiros Tião Scarpino.

O treinador interino só tem um desfalque confirmado para o duelo: Pedro Gusmão. O atacante voltou a sentir dores musculares e está fora da partida. Como só comandou a equipe em uma oportunidade, nesta terça-feira, e não promoveu nenhum coletivo, a equipe titular só será conhecida minutos antes do jogo.

Já o Boa Esporte vem de uma campanha ruim no Campeonato Mineiro. Em quatro rodadas, apenas uma vitória e o time está ameaçado pla zona do rebaixamento. Apesar disso, o volante Gilson, ciente do regulamento da Copa do Brasil, mira uma vitória por dois ou mais gols de diferença nesta quarta-feira, para eliminar o jogo de volta.

- Já conhecemos a equipe do Moto, vimos alguns jogos. É uma boa equipe. Estamos concentrados para fazer um bom jogo e a expectativa é fazer uma partida sem erros e conquistar a vitória, quem sabe até eliminando o jogo de volta - disse Gilson.

FICHA TÉCNICA
MOTO CLUB-MA X BOA ESPORTE-MG

Local/Data: Estádio Castelão, em São Luís (MA) - 25/02/2015, 20h30
Árbitro: Andrey da Silva E Silva (PA)
Auxiliares: Hélcio Araujo Neves (PA) e Luis Diego Nascimento Lopes (PA)

MOTO CLUB-MA: Raniere; Diego Renan, Luís Fernando, Fagner (Ícaro) e Rodrigo Fernandez; Felipe Dias, Kléo, Wanderley e Felipe Costa; Gabriel e Naôh. Técnico:  Tião Scarpino

BOA-MG: Douglas; Arlan, Mateus Ferraz, Everton Sena e Marinho Donizete; Leonardo, Mardley, Gilson e Hiltinho; Natan e Daivison. Técnico: Nei da Mata.