icons.title signature.placeholder Craque do Futuro - Lucas Bachião Silveira
28/03/2014
14:49

Após falhar na reta final da Série A2 do Paulista, o goleiro Douglas, de 34 anos, concedeu uma entrevista coletiva, nesta quinta-feira, na sala de imprensa do Brinco de Ouro da Princesa, para anunciar sua aposentadoria do futebol. O ídolo da torcida bugrina pediu desculpas aos torcedores por não ter conseguido levar o Bugre de volta à elite estadual de 2015.

- Tenho 101 jogos pelo Guarani e, se pudesse pedir uma coisa, queria que os torcedores não se lembrassem de mim por esses dois últimos. Quero pedir perdão pelo o que aconteceu nessa Série A2. Sei que o torcedor está chateado comigo neste momento e quero pedir desculpas. Nunca me coloquei no patamar de ídolo. Mas ao longo da minha carreira foi o clube com o qual mais me identifiquei e vivi os anos mais felizes da minha vida. Por isso, peço que o torcedor lembre de mim pelos bons momentos que vivi aqui, pelos jogos marcantes que pudemos comemorar – afirmou o arqueiro.

O presidente do Bugre, Álvaro Negrão, acompanhou a entrevista ao lado do jogador. Douglas disse que não estava suportando as dores físicas. No entanto, o atleta optou encerrar a carreira, já que teve uma queda de rendimento.

- Fui contra minhas limitações físicas e acabei errando por querer muito. Depois que acontece, é fácil falar. Me questiono porque não avisei antes, mas errei porque quis muito. Tinha certeza que a gente iria conseguir o acesso e eu queria fazer parte disso. Mas tinha que entender que não aguentava mais. Nos últimos quatro anos, tive 15 contusões. E as 15 vezes que cheguei em casa vi minha família chorando. Isso aí não é vida – desabafou.

Negrão revelou que já tem um plano para Douglas não se afastar de vez do Guarani. Segundo o presidente bugrino, o novo aposentado do futebol deve ganhar um cargo na parte administrativa ligado ao departamento de futebol.

- Queria contar com o Douglas nessa nova fase. Tenho certeza que vamos trazer o Douglas em uma nova função para o Guarani. Trabalhar com gente desse caráter é uma das premissas que eu não abro mão no futebol – contou o mandatário.