icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena
19/02/2015
10:00

Após errar o recuo que acabou originando o gol de Danilo, Vitor Hugo chegou ao vestiário do Allianz Parque pedindo desculpas pela derrota por 1 a 0 para o Corinthians e não quis falar com jornalistas na saída da arena. O técnico Oswaldo de Oliveira percebeu o abatimento e acionou um de seus homens de confiança para ajudá-lo.

- O Oswaldo chegou em mim e falou: "E aí, o que você está achando?". Falei: "Pô, professor, não consegui nem dormir à noite". Ele disse para relaxar: "Conversa com o Lucas aí". O Lucas também viveu situações inusitadas no Botafogo e me falou como ele foi parceiro, como ele ajudou - contou o camisa 31.

Questionado sobre o assunto, o lateral-direito confirmou a história:

- O Botafogo estava na final do Carioca contra o Fluminense, fui expulso e nosso time perdeu. Logo em seguida, fui expulso contra o Vitória e a gente saiu da Copa do Brasil. No papo que a gente teve, o Oswaldo citou meu exemplo e falei para o Vitor que a gente tem duas opções: ou afunda a cabeça embaixo da terra e nunca mais volta a jogar ou encara e vai para cima. Foi o que eu fiz e tento passar. O que aconteceu com ele pode acontecer comigo, com outros também. A gente está sujeito a deslizes. Não tem que ter vergonha, pedir desculpas, não roubou, não matou, então está tranquilo.