icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/02/2015
13:10

Após ser flagrado no exame antidoping por substâncias ilegais, sendo uma anabolizante, Anderson Silva já solicitou uma contraprova, afirmando que seu teste pode ter sido contaminado no laboratório Sports Medicine Research & Testing Laboratory (SMRTL). No entanto, o pedido da equipe do brasileiro foi negado pelo diretor executivo da Comissão Atlética de Nevada, Bob Bennett.

Em entrevista ao site "ESPN", o executivo confirmou que não será possível realizar esse teste em outro local. Segundo ele, essa será a prova que o exame do atleta tupiniquim não foi contaminado.

- A vontade deles é que essa amostra fosse analisada em outro laboratório, mas não podemos aceitar esse pedido, porque não está dentro das normas da WADA (Agência Mundial Antidoping). No entanto, já os comunicamos que eles podem ter a contraprova e estão convidados para ir até Salt Lake City e olhar com os próprios olhos que a amostra não foi contanimada, e esperem os resultados - afirmou.