icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
28/06/2014
07:30

Depois da exaustiva rotina de treinos físicos em Extrema (MG) e da despedida com portões fechados para evitar que o zagueiro Anderson Martins fosse visto, o Corinthians voltou ao CT Joaquim Grava nesta sexta-feira, e o técnico Mano Menezes colocou o grupo para realizar o primeiro treino coletivo após a pausa do Brasileirão para a Copa. Novidades? Só Elias mesmo.

Apresentado antes da parada, o volante já vinha treinando, mas só agora está regularizado para entrar em campo. Antes disso, Mano tenta entrosá-lo ao restante do time nos três amistosos antes do dia 17, quando volta o Nacional. O primeiro teste será neste sábado, às 9h30, no CT Joaquim Grava, contra o São Bernardo. E Elias é o protagonista.

Titular do meio de campo ao lado de Ralf, Petros e Jadson, Elias tem liberdade criativa – até mais do que o camisa 10. Durante toda a atividade, Mano Menezes exigiu que o novo reforço se apresentasse à frente. E bem diferente dos primeiros nove jogos do Brasileirão, o time envolveu e foi mais dinâmico.

– O Elias é um grande jogador, a gente já sabe. É assim que se faz um grupo forte, que tem condições de brigar por todos os títulos – admitiu Danilo, que segue na reserva.

E mesmo sem badalação, Petros derrubou a concorrência de Guilherme, Bruno Henrique e até Renato Augusto para seguir como titular. O camisa 40, aliás, é fundamental nessa nova formação por dar liberdade a Elias. Exímio marcador, Petros foi o autor do gol da vitória por 1 a 0 dos titulares.

Comprado por 4 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões) do Sporting (POR), Elias já mostra ser peça-chave do esquema tático que Mano testa nos primeiros movimentos após a pausa do Brasileirão. Ele tem a confiança de diretoria, companheiros e do treinador.

Mano, aliás, já deve trabalhar para evitar a “Eliasdependência”.