icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/03/2014
14:49

A peça metálica da cobertura norte da Arena Corinthians, que caiu e provocou a morte de dois operários em novembro do ano passado, foi reinstalada na madrugada desta segunda-feira com sucesso.

O ex-presidente corintiano Andrés Sanchez, responsável pelas obras do estádio em Itaquera, postou a foto da instalação em seu Instagram e "cutucou": "Agora não adianta mais secar", publicou Sanchez.

No fim do mês de novembro,  um guindaste usado para a colocação da última peça metálica, cujo peso é de 420 toneladas, cedeu com a peça e desabou sobre o painel de led da obra e alguns caminhões que estavam próximos do local. Fábio Luiz Pereira, 42 anos, motorista/operador, e Ronaldo Oliveira dos Santos, 44 anos, acabaram falecendo na ocasião.

No fim de janeiro deste ano, a Odebrecht, construtora responsável pelas obras, divulgou em nota que o HD do guindaste que cedeu não registrou qualquer informação da data do acidente, e o relatório técnico não acrescentou novidades às investigações, ao contrário do que esperava a Polícia Civil.

O material do HD, que foi encaminhado para a Alemanha, onde fica a sede da Liebherr, empresa fabricante do guindaste, ficou em análise desde o início de dezembro e poderia indicar se houve erro humano, falha do equipamento ou algum problema no solo, como alegado inicialmente.

De acordo com a programação estabelecida entre Odebrecht e Fifa, a Arena Corinthians deve ser entregue no dia 15 de abril para, então, começar a receber eventos-testes. O local será palco de abertura da Copa do Mundo no dia 12 de junho, com o duelo entre Brasil e Croácia, pelo Grupo A (Fotos: Reprodução/Instagram).

Confira a nota oficial da Odebrecht na tarde desta segunda-feira:

"O Sport Club Corinthians Paulista e a Odebrecht Infraestrutura informam que foi concluída nesta segunda-feira, 10/03, a instalação do último módulo metálico da cobertura da Arena Corinthians, sobre a arquibancada norte.

Pesando 420 toneladas o módulo foi içado por dois guindastes de alta capacidade, num trabalho que durou pouco mais de seis horas.

Hoje e nos próximos dias prosseguem os trabalhos de travamento da peça no seu devido lugar, na junção da cobertura norte com a leste. Em seguida, toda estrutura da cobertura norte começa a ser preparada para o seu descimbramento, que significa a retirada das torres de apoio provisórias que a sustentam.

A maior parte dos mais de 1.500 trabalhadores da obra concentra-se em serviços de acabamento. O gramado já está pronto, assim como os vestiários e a maior parte dos banheiros, camarotes, pisos, paredes e tetos. Já estão ligados os serviços de água e energia, enquanto o de esgoto só falta ser conectado ao sistema da Sabesp, a empresa de saneamento do Estado de São Paulo. Os assentos permanentes já ocupam mais de 75% dos espaços a eles destinados, nas arquibancadas leste, oeste, norte e sul. O prazo meta de entrega da obra definido entre a Odebrecht e a Fifa é o dia 15 de abril".