icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/07/2014
14:31


Um dos pontos mais discutidos durante a semana foi a segurança do primeiro clássico entre Corinthians e Palmeiras, no novo estádio corintiano. O trajeto de ida da torcida alviverde era uma das principais preocupações da polícia, que chegou a pedir que os palmeirenses fossem de ônibus fretado para o estádio e evitassem utilizar o transporte público. Após a recusa da principal torcida organizada do Verdão, um novo plano foi traçado e tudo correu bem na ida dos palestrinos para o local.

Perto das 10h, os palmeirenses se reuniram na Barra Funda, para de lá sairem para o estádio corintiano. Se incialmente a previsão era de que eles fossem de trem para a Luz e em seguida para estação Dom Bosco, houve uma mudança no planejamento e os alviverdes foram de trem para Barra Funda, direto, sem paradas. A partida do trem ocorreu por volta das 11h30.

FOTO: Reginaldo Castro

Depois de desembarcar na Estação Dom Bosco, os torcedores seguiram a pé para a Arena Corinthians, escoltados pela polícia. Durante o trajeto, a torcida distribuiu máscaras cirúrgicas para seus integrantes, assim como a do River Plate faz quando vai a Bombonera, insinuando que o estádio rival exala "mau cheiro". Muitos populares saíram em suas janelas e portas de comércio para ver os palmeirenses passarem.

Com algumas paradas para juntar o grupo, os palmeirenses chegaram à Arena Corinthians pouco antes das 14h. Antes de entrar no estádio, os alviverdes foram obrigados pelo policiamento a tirar as máscaras.

Todos os locais reservados para os palmeirenses foram ocupados na Arena Corinthians. A divisória entre as torcidas é feita por um tapume de metal e policiais.