icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/04/2014
08:41

Apesar de se tratar de uma final do Campeonato Carioca, o clima deste domingo foi de paz no lado de fora do Maracanã, ao contrário do que aconteceu bem longe do estádio. Em Campo Grande, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma briga nos arredores da estação de trem culminou com a prisão de 20 torcedores que se preparavam para assistir à partida decisiva.

Um dos motivos para o bom clima no Maracanã foi o forte policiamento armado. No total, 700 homens faziam a segurança do lado de fora, entre policiais militares, guardas municipais e o Batalhão de Choque. Enquanto isso, em Campo Grande, nenhum policiamento foi capaz de evitar o confronto no qual um homem foi levado para o Hospital Rocha Faria, mas sem ferimentos muito graves.

O local de maior concentração de torcedores no Maracanã foi justamente onde brigas de torcedores aconteceram na partida entre Vasco e Fluminense, pela semifinal. Na esquina das ruas Eurico Rabelo e Radial Oeste – próximo à rampa da Uerj – vários carros do Batalhão de Choque e dezenas de policiais estavam posicionados.

– Vim com meu filho, parei o carro até mais perto do lado do Flamengo, mas realmente está tranquilo. Nem parece final – disse o analista de sistemas Fernando Rodrigues, vascaíno, que levou o filho e percebeu o clima de paz.

Pena que um efetivo igual ao deslocado para o Maracanã não tenha sido capaz de evitar um confronto em Campo Grande.

Vasco e Flamengo empatam em jogo brigado