icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
25/04/2014
15:15

O Paysandu deu uma desacelerada na iniciativa de entrar com uma ação no STJD denunciando uma suposta escalação irregular do volante Gilmar, do Brasília e, assim, ficam com o título da Copa Verde.

O diretor jurídico do Papão, Alberto Maia, chegou ao Rio de Janeiro na quinta-feira disposto a acionar o clube candango logo de cara. Mas, após uma reunião com o advogado Osvaldo Sestário, o clube decidiu pedir documentos à CBF que possam comprovar a irregularidade.

Segundo o LANCE!Net apurou, a resposta da CBF deve ser negativa. O Paysandu se baseia no horário do registro da prorrogação contratual de Gilmar com o Brasília. A operação aconteceu às 20h34 do dia 17, mas o Papão acredita que ela só poderia ocorrer até às 19h.

No entanto, com base em uma resolução da presidência da CBF de 2013, a entidade alega que não há limite de horário para o funcionamento do sistema. A rescisão contratual de Gilmar foi registrada na quarta-feira, pois ele deixou o Brasília rumo ao Águia de Marabá.