icons.title signature.placeholder Record, de Portugal
09/06/2014
23:01

A expectativa de Portugal pelo retorno de Cristiano Ronaldo já no amistoso contra Irlanda, na próxima terça-feira, dominou a coletiva de imprensa de Paulo Bento. O técnico português esclareceu que “nada há de mais importante do que a saúde dos jogadores”.

- As decisões são tomadas em consciência e em consonância com aquilo que é o mais importante para o jogador e para a sua saúde. O Cristiano (Ronaldo) esteve parado e vamos esgotar todos os prazos possíveis para continuarmos a ver a evolução e tomarmos uma decisão..

Paulo Bento vê com otimismo a chance de o melhor jogador do mundo atuar contra os irlandeses, No entanto, ele declara que ficará atento à maneira como o atleta reagirá no decorrer das partidas:

- O Cristiano Ronaldo está melhor, está em condições de treinar e não há muito mais a dizer. Se ele e os outros lesionados jogarem, logo veremos.

Em seguida, o técnico esclareceu que não houve um aceleramento na recuperação de CR7:

- Tratou-se de um processo normal, gradual e sem qualquer tipo de pressão sobre o jogador. A minha confiança no departamento médico é total. Estamos satisfeitos e estaremos atentos aos resultados desta boa evolução quando tiver de competir e na continuidade do treino.

Sobre o perigo de alguma recaída dos jogadores que têm sentido problemas físicos, Paulo Bento lembra as diferenças entre os casos e fala na gestão específica dos problemas.

- A situação do Ronaldo teve também a ver com o que aconteceu na final da Champions, enquanto a situação do Pepe é anterior e remonta ao dia 7 de maio. Quanto ao Raul, o problema ocorreu durante o estágio. Vamos decidir o que for melhor para a equipa em função da gestão individual de cada um. No fundo, são casos diferentes que implicam um tipo de gestão distinto e, à parte estes casos, temos também a preocupação de gerir a equipa em termos táticos e físicos.