icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2013
23:00

O Cruzeiro não precisou fazer o resultado contra o Vitória para garantir o tricampeonato nacional na noite desta quarta-feira. A derrota do Atlético-PR para o Criciúma, por 2 a 1, no Heriberto Hülse, foi o suficiente para que a Raposa confirmasse o título do Campeonato Brasileiro. Sem cinco titulares e de olho na final da Copa do Brasil, o Furacão não teve forças - apesar do centésimo gol de Paulo Baier na era dos pontos corridos - para se sobrepor aos valentes catarinenses, que deixaram a zona de rebaixamento com os três pontos conquistados.

O Tigre não chegou a sentir a pressão das arquibancadas, ansiosas por um bom desempenho, já que abriu o placar logo aos seis minutos. Fábio Ferreira escorou de cabeça após falta despretensiosa batida da intermediária. À frente no resultado e com calma para trabalhar, os donos da casa dominavam o time misto do Rubro-Negro. Sueliton infernizava pelo lado direito, e o time todo se entregava de corpo e alma. Aos 28 minutos, veio a recompensa pela devoção. João Vitor sofreu pênalti de Deivid, que Wellington Paulista converteu com estilo.

Para a etapa complementar, o Atlético precisaria da virada para tirar o caneco de Belo Horizonte. No entanto, foi o Tigre que voltou mais ligado. Luiz Alberto salvou bola em cima da linha após cabeceio de Matheus Ferraz no comecinho. O Furacão respondeu, e Galatto operou milagre depois de finalização certeira de Zezinho.

Paulo Baier entrou para a história do esporte brasileiro aos 15 minutos do segundo tempo. O meia sagrou-se o primeiro jogador a alcançar a marca de 100 gols no Brasileirão desde o início da era dos pontos corridos. E com uma pintura em chutaço de fora da área - não poderia ser diferente. O tento do camisa 30 mudou a partida da água para o vinho. Antes confiante, o Criciúma ficou com os nervos à flor da pele.

Apesar da apreensão do Tigre, o tempo passava sem que o Atlético chegasse ao empate no Heriberto Hülse. O Criciúma conseguiu segurar a pressão atleticana com boas defesas de Galatto, saiu da zona de degola e coroou o Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Local: Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data-Hora: 13/11/2013 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho (CE)
Auxiliares: Thiago Gomes Brigido (CE) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE)
Renda/Público: R$106.680,00/9.206 presentes
Cartões amarelos: Matheus Ferraz (CRI); Dellatorre, Deivid e Paulo Baier (CAP)
Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Fábio Ferreira, 6'/1ºT (1-0), Wellington Paulista, aos 28'/1ºT (2-0) e Paulo Baier, aos 15'/2ºT (2-1)

CRICIÚMA: Galatto; Sueliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Serginho, João Vitor (Bruno Renan, aos 34'/2ºT), Ricardinho e Henik; Lins (Cassiano, aos 47'/2ºT) e Wellington Paulista (Morais, aos 37'/2ºT). Técnico: Argel Fucks.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Drausio, Luiz Alberto e Juninho (Felipe, aos 37'/2ºT); Deivid, João Paulo (Ciro/Intervalo), Zezinho e Paulo Baier; Dellatorre (Fran Mérida, aos 17'/2ºT) e Roger. Técnico: Vagner Mancini.