icons.title signature.placeholder Gabriela Abrunheiro e Bruno Andrade
17/03/2014
16:51

O zagueiro Paulo André, ex-capitão do Corinthians e atualmente jogando no Shangai Shenhua, da China, lamentou a distância, mas se mostrou por dentro dos assuntos desenvolvidos na reunião deste segunda pelo Bom Senso F.C., em São Paulo. O atleta foi enfático ao falar sobre o papel do movimento e dos jogadores que dele fazem parte. O atleta aproveitou ainda para falar sobre as falhas da CBF  na gestão do esporte. 

- Para a CBF falta projeto, compromisso, paixão e visão. Nós (jogadores) devemos fazer algo a mais do que só jogar futebol. Por isso colocamos a mão na massa, para forçar o presidente da CBF, seja ele quem for, a apresentar um projeto para o futebol brasileiro - disparou o jogador

E não foi só isso. Ele ainda explicou que a ideia não é simplesmente ser um sindicado dos atletas.

- O Bom Senso F.C. não tem papel de sindicato, está mais perto de fazer sombra para a CBF - disse Paulo André.

O atleta não foi o único a fazer sua participação em vídeo. Outros jogadores que também não puderam comparecer mandaram sua mensagem de apoio ao movimento. Foi o caso do Marcelo Lomba (Bahia), do Leonardo Silva (Atlético MG) e Fábio Santos (Corinthians). Além dos elencos de Náutico, Santa Cruz, Vasco e Paraná.

Na reunião, que discutiu sobre as questões do Fair Play Financeiro e do calendário de jogos do futebol brasileiro. contou com os goleiros Dida (Internacional), Fernando Prass (Palmeiras), Roberto (Ponte Preta) e Rogério Ceni (São Paulo). Além deles, Alex (Coritiba) e Juan (Internacional) também estavam presentes. Da China, o zagueiro Paulo André, um dos líderes do movimento, fez uma participação em vídeo.

Bom Senso apresenta novas propostas para o futebol brasileiro