icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
00:57

Ídolo da torcida do Corinthians, Paulinho viveu uma noite diferente no Pacaembu. O volante, que foi vendido para o Tottenhan (ING) por R$ 59 milhões, assistiu a final da Recopa Sul-Americana, na noite desta quarta-feira, das arquibancadas. Após a vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, ele foi comemorar com os ex-companheiros.

Além de entrar no gramado de camisa do Timão e tudo, ele esteve durante toda a comemoração e até ganhou uma medalha da conquista. Durante a festa, Paulinho falou da sensação de assistir o jogo sem poder fazer nada. Sua mulher e filha também estiveram no Pacaembu.

- Dia difícil, não é? Lá de cima é difícil. Mas por algumas questões contratuais não pude jogar. Mas não vou deixar de comemorar - afirmou.

O ex-camisa do time de Parque São Jorge também fez questão de agradecer o carinho que teve no clube desde 2010, quando chegou do Bragantino.

- Quero agradecer a todos os jogadores, direção, comissão técnica... Por tudo o que fizeram e por tudo o que o Corinthians representou para mim. Nada mais justo eu estar aqui com ele - concluiu.

Fiel lota Pacaembu e faz linda festa em título do Timão

Ídolo da torcida do Corinthians, Paulinho viveu uma noite diferente no Pacaembu. O volante, que foi vendido para o Tottenhan (ING) por R$ 59 milhões, assistiu a final da Recopa Sul-Americana, na noite desta quarta-feira, das arquibancadas. Após a vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, ele foi comemorar com os ex-companheiros.

Além de entrar no gramado de camisa do Timão e tudo, ele esteve durante toda a comemoração e até ganhou uma medalha da conquista. Durante a festa, Paulinho falou da sensação de assistir o jogo sem poder fazer nada. Sua mulher e filha também estiveram no Pacaembu.

- Dia difícil, não é? Lá de cima é difícil. Mas por algumas questões contratuais não pude jogar. Mas não vou deixar de comemorar - afirmou.

O ex-camisa do time de Parque São Jorge também fez questão de agradecer o carinho que teve no clube desde 2010, quando chegou do Bragantino.

- Quero agradecer a todos os jogadores, direção, comissão técnica... Por tudo o que fizeram e por tudo o que o Corinthians representou para mim. Nada mais justo eu estar aqui com ele - concluiu.

Fiel lota Pacaembu e faz linda festa em título do Timão